Ir para o caminho de navegação, saltando as ferramentas do sítio e o selector de línguas

Estratégia europeia de emprego

Chefe a cozinhar

A estratégia europeia de emprego foi instituída em 1992 pelo Tratado da União Europeia e é, desde então, a pedra angular da política da UE no domínio do emprego. O seu objetivo principal é criar mais e melhor emprego em toda a UE.

Faz agora parte da estratégia de crescimento Europa 2020 e é implementada através do Semestre Europeu, um processo anual que promove a estreita cooperação entre os países da UE e as instituições europeias.

A implementação da estratégia europeia de emprego, que é apoiada pelo Comité do Emprego, inclui as seguintes quatro etapas do Semestre Europeu:

  1. Diretrizes para o emprego: prioridades e metas comuns para as políticas de emprego propostas pela Comissão, aprovadas pelos governos nacionais e adotadas pelo Conselho da UE
  2. Relatório conjunto sobre o emprego: assenta numa a) avaliação da situação do emprego na Europa, b) na execução das diretrizes para o emprego e c) na avaliação do painel dos principais indicadores sociais e de emprego. É publicado pela Comissão e adotado pelo Conselho da UE
  3. Programas nacionais de reforma: apresentados pelos governos nacionais e analisados pela Comissão para verificação da conformidade com a estratégia Europa 2020 (base de dados dos programas nacionais de reforma anteriores a 2011)
  4. Depois da avaliação dos programas nacionais de reforma, a Comissão publica uma série de relatórios por país , no quadro dos quais analisa a política económica dos Estados‑Membros e formula recomendações por país.

      Partilhar

    • Partilhar no Twitter Partilhar no Facebook Partilhar no Google+