Percurso de navegação

UE e Ucrânia pretendem avançar com laços políticos e económicos mais estreitos

EC

A associação política e a integração económica através de um novo Acordo de Associação foi um dos principais tópicos na agenda da cimeira. Os líderes também abordaram as relações energéticas, o plano de ação para a liberalização de vistos e outros assuntos regionais e multilaterais.

O novo Acordo de Associação assinado trará benefícios concretos tanto aos cidadãos da UE como da Ucrânia. "Proporcionará à Ucrânia mais acesso ao maior mercado interno do mundo e trará benefícios importantes em termos de mais comércio, investimento e modernização económica efetiva," explicou o Presidente Durão Barroso. Este processo exigirá reformas profundas, progressos tangíveis e substanciais e ações decisivas por parte das autoridades ucranianas, acrescentou.

Num discurso proferido na conferência de imprensa depois da cimeira, o Presidente Durão Barroso expressou a sua satisfação com o compromisso inequívoco da Ucrânia para aproveitar a oportunidade para implementar reformas genuínas e defender os valores democráticos. Expressou o seu desejo pela tomada de medidas concretas no que toca às alterações ao código eleitoral, a reformas políticas e económicas gerais e a medidas decisivas sobre a questão da justiça seletiva.

"Durante a cimeira concordámos sobre um pacote de Assistência Macrofinanceira de 610 milhões de euros para apoiar a balança de pagamentos da Ucrânia nos próximos anos" disse o Presidente. Este é o maior pacote de Assistência Macrofinanceira de sempre e representa uma demonstração clara do apoio da UE à prosperidade da Ucrânia.

A UE esteve representada na cimeira pelo Presidente do Conselho Europeu, Van Rompuy, e o Presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, enquanto que a Ucrânia esteve representada pelo Presidente Viktor Yanukovych.

Ler o discurso do Presidente na conferência de imprensa

Mais sobre a Cimeira UE-Ucrânia

Declaração conjunta da 16.ª Cimeira UE-Ucrânia

Ver o vídeo da cimeira