Emprego, Assuntos Sociais e Inclusão

Bulgaria

Emergências

  • Ligue para o 112

Ambulância

  • Ligue para o 150

Национална здравноосигурителна каса
(Caixa nacional de saúde)
+359 2 965 9116
0800 14 800 (linha aberta)

 


Cobertura e despesas médicas

Médicos

  • A maioria dos médicos búlgaros tem acordo com a caixa nacional de saúde
  • Apresente o cartão europeu de seguro de doença
  • Tem de pagar uma taxa moderadora de 2,90 BGN por consulta
  • Esta taxa não é reembolsável

Dentistas

  • O sistema público só cobre alguns cuidados dentários
  • Se for visto por um dentista sem acordo com a caixa nacional de saúde, tem de pagar o custo total dos cuidados recebidos

Hospitais

  • Se for internado num hospital ou clínica com acordo com a caixa nacional de saúde, apresente o cartão europeu de seguro de doença ou o certificado provisório de substituição para receber cuidados gratuitos
  • Terá de pagar uma taxa diária fixa (5,40 BGN). Mas, passados os primeiros dez dias de hospitalização num mesmo ano, deixa de ter de pagar essa taxa
  • Depois de receber alta, tem direito a fazer dois exames adicionais enquanto parte dos cuidados prestados no âmbito de uma hospitalização

Medicamentos

  • Os medicamentos receitados por um médico com acordo com a caixa nacional de saúde são mais baratos nas farmácias convencionadas com a caixa. Estas farmácias são facilmente reconhecíveis graças ao logotipo da caixa nacional de saúde
  • Se sofrer de uma doença crónica e lhe receitarem medicamentos caros, precisa de um «boletim de receitas» para os receber gratuitamente ou para poder adquiri-los a um preço reduzido. Pode obter este boletim junto de um médico de clínica geral convencionado com a caixa. Para tal, tem de escolher um médico de clínica geral
  • Se teve despesas com medicamentos, solicite o reembolso das mesmas junto do seu sistema nacional de saúde quando regressar a casa

Ambulância

  • O transporte em ambulância é gratuito em caso de emergência

Ambulância aérea

  • Informação não disponível

Reembolsos

Médicos

  • A taxa aplicável não é reembolsável na Bulgária

Dentistas

Medicamentos

  • Na Bulgária, os utentes pagam parte do custo dos medicamentos
  • Se teve despesas com medicamentos, solicite o reembolso das mesmas junto do seu sistema nacional de saúde quando regressar a casa

Contribuição do utente

  • A caixa nacional de saúde não cobre na íntegra o custo de algumas prestações (exames clínicos, cuidados dentários, cuidados durante o internamento hospitalar e em ambulatório e medicamentos), pelo que poderá ter de pagar uma parte dos mesmos
  • Alguns hospitais cobram taxas adicionais a todos os doentes. Peça sempre a fatura
  • Tem de ser tratado num hospital? Informe-se com antecedência junto do hospital sobre as taxas eventualmente aplicáveis no seu caso concreto e o respetivo montante
  • Quaisquer taxas e sobretaxas não-regulamentares ficam a cargo dos utentes e não são reembolsáveis
  • Exemplos de prestações pelas quais o utente paga uma parte:
    • cuidados prestados durante o internamento e em ambulatório
    • material e dispositivos médicos
    • escolha de um médico ou de uma equipa médica
    • alojamento em quarto individual ou duplo
    • regime alimentar específico

Diálise/oxigénio/quimioterapia

Diálise

  • O tratamento crónico por diálise e a diálise peritoneal (diálise peritoneal contínua ambulatória, diálise peritoneal automatizada e diálise para tratamento de condições agudas) são cobertos pela caixa nacional de saúde desde que realizados numa clínica de diálise/hospital devidamente reconhecido pela caixa nacional de saúde

Oxigenoterapia

  • A caixa nacional de saúde só cobre os tratamentos por pressão positiva contínua nas vias respiratórias (CPAP) e pressão positiva binível nas vias respiratórias (BiPAP) prestados por um hospital reconhecido pela caixa nacional de saúde para esse procedimento clínico
  • Este tipo de cuidados só se aplicam a doentes com doenças neuromusculares que sofram de problemas respiratórios crónicos, a quem já tenha sido receitado um programa de auxílio à respiração com ventilação não invasiva (CPAP ou BiPAP), permitindo que a assistência respiratória seja dispensada de acordo com as necessidades do doente
  • Para mais informações sobre os estabelecimentos médicos convencionados:

Quimioterapia

  • A quimioterapia pode ser feita em clínicas oncológicas ou em hospitais reconhecidos pela caixa nacional de saúde, ao abrigo dos procedimentos de cuidados ambulatórios n.ºs 5, 6, 7, 8 e 38 ou de determinados percursos clínicos em função do tipo de doença. O «percurso clínico» é um sistema de requisitos e diretrizes para médicos especialistas responsáveis por diagnósticos e procedimentos terapêuticos para doentes que sofrem de determinadas doenças que exigem uma hospitalização

Como obter o seu cartão

Como requerer o cartão europeu de seguro de doença (só em búlgaro)


Onde é o cartão aceite?

O cartão é válido para todos os médicos e hospitais com acordo com a caixa nacional de saúde.

Nos termos da legislação europeia, a adoção do cartão europeu de seguro de doença não é obrigatória para os médicos especialistas. Muitas vezes, os utentes são obrigados a pagar pelos cuidados prestados por estes médicos. Quando voltarem ao país onde estão cobertos do ponto de vista da saúde, podem solicitar o reembolso destas despesas.


Extravio ou roubo do cartão

Contactos para os titulares de um cartão europeu de seguro de doença emitido na Bulgária

Национална здравноосигурителна каса (Caixa nacional de saúde)

Telefone: +359 2 965 9116

0800 14 800 (linha aberta)

euro-rights@nhif.bg; crossbordercare@nhif.bg

 

Nenhumas notícias nos últimos seis meses.

Partilhar esta página