ALTERCEXA II: uma economia circular baseada nas energias renováveis nas regiões centrais de Espanha e Portugal

Um projeto financiado pela União Europeia (UE) ajudou a região da Estremadura em Espanha e as regiões Centro e do Alentejo em Portugal a coordenarem esforços para se tornarem um polo de bioenergia. Nesse processo, as regiões estabeleceram uma economia circular, adicionaram novos postos de trabalho e implementaram um plano de desenvolvimento sustentável.

Outras ferramentas

 
Altercexa II: Medidas de Adaptación y Mitigación al Cambio Climático a través del impulso de las Energías Alternativas en Euroace© General Director of Environment of the Government of Extremadura Altercexa II: Medidas de Adaptación y Mitigación al Cambio Climático a través del impulso de las Energías Alternativas en Euroace© General Director of Environment of the Government of Extremadura

" O projeto estabeleceu uma economia circular para a região transfronteiriça, alcançando uma melhoria significativa ao nível do desenvolvimento, da divulgação e da entrada no mercado das energias renováveis. "

María José Búrdalo Prieto, Autoridade de Gestão

Até agora, o projeto levou ao lançamento de 20 novos projetos centrados nas energias renováveis nas regiões em causa. Além disso, mais de 60 000 pessoas receberam informações sobre a utilização de recursos renováveis enquanto fontes de energia.

Cerca de 300 pessoas receberam formação especializada no domínio das energias renováveis, aumentando significativamente a sua empregabilidade. Outras 3 700 pessoas participaram em atividades de sensibilização e estima-se que cerca de 45 000 pessoas tenham beneficiado diretamente das ações-piloto do projeto.

Ações de sensibilização

No que toca às energias renováveis, a área transfronteiriça que abrange a região da Estremadura em Espanha e as regiões Centro e do Alentejo em Portugal não tem tido um papel de relevo.

Sentindo que as suas regiões estavam a perder uma oportunidade económica, as administrações públicas de ambos os lados da fronteira decidiram agir em conjunto. Através deste esforço coordenado no sentido de impulsionar o setor da bioenergia, a região transfronteiriça goza agora de uma proliferação de projetos no domínio das energias renováveis.

O projeto «ALTERCEXA II» apoiou e explorou com êxito o potencial energético e económico dos recursos orgânicos, adotando um espírito inovador e cooperativo. Para começar, foram formados grupos de trabalho transfronteiriços encarregados de monitorizar os progressos alcançados no setor das energias renováveis e de identificar oportunidades no setor da biomassa suscetíveis de serem replicadas ao nível local.

Com estas informações disponíveis, o projeto voltou-se depois para a divulgação. Para aumentar a sensibilização acerca das possibilidades e vantagens da utilização de resíduos orgânicos enquanto fonte de energia, foram lançadas várias iniciativas de intercâmbio de conhecimentos. As iniciativas incluíram dias de sensibilização, workshops, orientações, estudos e seminários que, por um lado, disponibilizaram informações gerais sobre esta matéria e, por outro, trabalho prático com a produção, o tratamento e a conversão de resíduos orgânicos em energias renováveis.

Uma economia circular

De acordo com os seus coordenadores, o projeto alcançou uma melhoria significativa ao nível do desenvolvimento, da divulgação e da entrada no mercado das energias renováveis nas regiões participantes. Tal levou, por sua vez, ao estabelecimento de uma economia circular que promove a produtividade dos recursos e a redução dos resíduos e da poluição.

Além disso, o desenvolvimento e a comercialização de energias renováveis criaram uma série de novos postos de trabalho, incluindo trabalhadores do conhecimento especializados nos setores da energia, da gestão dos resíduos e do ambiente. Estes novos postos de trabalho injetaram novas verbas na economia, que têm sido utilizadas para construir um plano de desenvolvimento económico e social sustentável. Houve também benefícios ambientais, com a implementação de sistemas de transporte e aquecimento baseados em energias renováveis que levaram a uma redução direta nas emissões de CO2.

Investimento total e financiamento da UE

O investimento total para o projeto «Altercexa II – Medidas de Adaptação e Mitigação das Alterações Climáticas através da Promoção de Energias Alternativas no Centro, Estremadura e Alentejo» é de 3 280 979 EUR, com uma contribuição de 2 460 734 EUR do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional através do Programa de Cooperação Transfronteiriça «Espanha-Portugal» para o período de programação 2007-2013.

Data do projecto

29/01/2018