Interreg : European Territorial Co-operation

European Territorial Cooperation (ETC), better known as Interreg,  is one of the two goals of cohesion policy and provides a framework for the implementation of joint actions and policy exchanges between national, regional and local actors from different Member States. The overarching objective of European Territorial Cooperation (ETC) is to promote a harmonious economic, social and territorial development of the Union as a whole. Interreg is built around three strands of cooperation: cross-border (Interreg A), transnational (Interreg B) and interregional (Interreg C).
Five programming periods of Interreg have succeeded each other:
 INTERREG I (1990-1993) -  INTERREG II (1994-1999) - INTERREG III (2000-2006) - INTERREG IV (2007-2013) - INTERREG V (2014-2020)

Outras ferramentas

 

Notícias

    A edição de outono da revista Panorama já está disponível para transferência, com uma série de artigos dedicados ao 30.º aniversário do Interreg. Nela, exploramos as estratégias para tornar as atividades de comunicações mais ecológicas, revelamos os resultados de um importante inquérito sobre a cooperação transfronteiriça e salientamos os contributos dos jovens para os programas. Além disso, apresentamos informações completas sobre todos os finalistas e vencedores dos prémios RegioStars deste ano, que recompensam os projetos mais inovadores da UE.

    Nesta edição, centramo-nos na Letónia. A nossa entrevista exclusiva com Jānis Reirs, ministro das Finanças, explica a forma como este Estado Báltico aplicou o financiamento da UE para lidar com as disparidades regionais, como reagiu à crise da COVID-19 e quais os seus planos para um futuro ecológico e digital no período de programação de 2021-2027.

    A secção «Nas suas próprias palavras» inclui um contributo do Conselho Económico, Social e Ambiental Regional (CESER) de França. Além disso, a revista inclui as secções habituais «Mapas» e «Ponto de Dados» e, na secção de projetos, visitamos Itália e a Croácia, Chipre e as ilhas gregas, Reunião e a Finlândia. 

    Panorama 74: Latvia building bridges to strengthen regional growth

    A rápida mobilização e realocação de recursos de produção tem sido essencial para enfrentar as restrições impostas aos sistemas médicos pela epidemia de coronavírus. Três projetos perto da fronteira entre Espanha e Portugal conseguiram estabelecer instalações de produção e fornecer equipamentos de proteção essenciais para o pessoal médico em tempo recorde.

    Cabides transformados em escudos contra o coronavírus
    O CIS Madeira e o Centro Português de Inovação, no âmbito do projeto ValorNature, visavam potenciar os recursos existentes através da obtenção de novos produtos com elevada rentabilidade. Como parte da emergência sanitária, optaram pela fabricação de viseiras de proteção. Produziram mais de 15.000 viseiras feitas com 10.000 cabides de madeira recuperados, que doaram ao serviço de saúde da Galiza e entidades sociais para proteger os profissionais que estão na linha de frente na luta contra o coronavírus.

    O Projecto ValorNature foi co-financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) através do Programa de Cooperação Espanha-Portugal (POCTEP) 2014-2020 do Interreg.

    Material de proteção feito na biblioteca

    A Biblioteca de Valdelacalzada, dentro de seu Espaço Read Maker (fazedor de leitura), produziu suportes para viseiras de proteção. A biblioteca e seu espaço Read Maker fazem parte do programa NUBETECA, um modelo de biblioteca híbrida implementado no projeto 1234Redes_CON, co-financiado pelo FEDER através do Interreg, Programa de Cooperação Espanha-Portugal (POCTEP) 2014-2020. O NUBETECA procura orientar o desenvolvimento de novos serviços para reativar a utilização da infraestrutura bibliotecária por parte das pessoas no território transfronteiriço luso-espanhol.

    Laboratório circular para o resgate

    O laboratório circular localizado no edifício Valladolid Environmental Proposals (edifício de propostas ambientais de Valladolid), parte do projeto Circurlabs, foi convertido durante o confinamento para produzir viseiras de proteção e protetores auditivos para trabalhadores da saúde. O laboratório entregou 85 viseiras, 3 válvulas para respiradores e 70 tiras de proteção auditiva ao hospital clínico em Valladolid, o hospital Río Hortega em Valladolid, o centro de saúde de Palencia e o hospital Río Carrión em Palencia. Todo o material foi produzido com plástico de origem 100% vegetal utilizando tecnologia de impressão 3D.

    O projeto Circular labs é cofinanciado pelo FEDER através do programa POCTEP 2014-2020.

    A edição de verão da revista Panorama está agora disponível para transferência, com um artigo principal sobre a resposta da UE à crise da COVID-19. Examinamos a Iniciativa de Investimento de Resposta ao Coronavírus +, bem como outros instrumentos financeiros e projetos de perfil que abordam as questões de forma pragmática. O Ponto de Dados demonstra, de um modo mais geral, como é que a política de coesão ajuda as regiões a investirem nos cuidados de saúde.

    Desta vez, o nosso destaque vai para a região da Emília-Romanha, em Itália. Esta região combina história e tradição com inovação, e o presidente da região, Stefano Bonaccini, conta-nos como numa entrevista exclusiva. Na celebração dos 30 anos do Interreg, analisamos o seu contributo para o Pacto Ecológico através de diversos projetos ambientais bem-sucedidos. Analisamos o trabalho da comunidade de auditoria e celebramos a adesão da Macedónia do Norte à Estratégia da UE para a Região Adriática e Jónica.

    A secção «Nas suas próprias palavras» contém um contributo das Eurocidades e uma antevisão da Semana das Regiões da UE deste ano. A secção de projetos visita a Bélgica, os Países Baixos, a Irlanda e o Reino Unido.

    Panorama 73: Emilia-Romagna in line for a smarter future

Mais notícias

Introduction

In 1990, Interreg was developed as a Community Initiative in with a budget of just EUR 1 billion covering exclusively cross-border cooperation. Later, Interreg has been extended to transnational and interregional cooperation. For 2014-2020 European territorial cooperation is one of the two goals of Cohesion Policy besides investment for Growth and Job.

Interreg evolution

The 25th anniversary of Interreg has been celebrated in 2015 with a variety of events around Europe. Over the years, Interreg has become the key instrument of the European Union to support cooperation between partners across borders. The aim: to tackle common challenges together and find shared solutions - whether in the field of health, research and education, transport or sustainable energy.

2014-2020 period – Interreg V

In accordance with the new design of the European Cohesion Policy 2014-2020 and the targets set out in Europe 2020, Interreg has significantly been reshaped to achieve greater impact and an even more effective use of the investments. Key elements of the 2014-2020 reform are:
-Concentration
-Simplification
-Results orientation
The fifth period of Interreg is based on 11 investment priorities laid down in the ERDF Regulation contributing to the delivery of the Europe 2020 strategy for smart, sustainable and inclusive growth. At least, 80% of the budget for each cooperation programme has to concentrate on a maximum of 4 thematic objectives among the eleven EU priorities:

11 priorities

The fifth programming period of Interreg has a budget of EUR 10.1 billion invested in over 100 cooperation programmes between regions and territorial, social and economic partners. This budget also includes the ERDF allocation for Member States to participate in EU external border cooperation programmes supported by other instruments (Instrument for Pre-Accession and European Neighborhood Instrument).

  • 60 Cross-border – Interreg V-A, along 38 internal EU borders. ERDF contribution: EUR 6.6 billion.
  • 15 Transnational – Interreg V-B, covering larger areas of co-operation such as the Baltic Sea, Alpine and Mediterranean regions, as well as some non-EU countries. ERDF contribution: EUR 2.1 billion.
  • The interregional co-operation programme, INTERREG Europe, and 3 networking programmes (Urbact III, Interact III and ESPON) covering all Member States of the EU, as well as Norway and Switzerland and in case of URBACT also Iceland and Lichtenstein. They provide a framework for exchanging experience between regional and local bodies in different countries. ERDF contribution: EUR 500 million.

Interreg Budget

Interreg and inter-regional cooperation 2014-2020: state of play - video recording of the briefing (07/05/2015)

2007-2013 period – Interreg IV

The forth programming period of Interreg had a total budget of EUR 8.7 billion (2, 5 % of the total 2007-13 allocation for cohesion policy). This budget includes the allocation for Member States to participate in EU external border cooperation programmes supported by other instruments (Instrument for Pre-Accession and European Neighborhood Instrument). The budget was distributed as follows:

  • 60 Cross-border – Interreg IV-A, along 38 internal EU borders. ERDF contribution: EUR 5.6 billion.
  • 13 Transnational – Interreg IV-B, covering larger areas of co-operation such as the Baltic Sea, Alpine and Mediterranean regions. ERDF contribution: EUR 1.8 billion.
  • The interregional co-operation programme (INTERREG IVC) and 3 networking programmes (Urbact II, Interact II and ESPON) cover all Member States of the EU. They provide a framework for exchanging experience between regional and local bodies in different countries. ERDF contribution: EUR 445 million.

The European Grouping of Territorial Cooperation

Meetings & Events

Interreg Annual Meeting May 22-23 2019

Interreg Annual Meeting June 18-19 2018

Interreg Annual Meeting April 26-28 2017

Interreg Annual Meeting June 6-7 2016

Interreg Annual Meeting September 15 2015

Interreg Annual Meeting May 19-20 2014

European Territorial Cooperation Annual Meeting 2013

Annual meeting of cross-border programmes 2011

Publications

European Territorial Cooperation: building bridges between people