Efeitos do coronavírus

Esta página destina-se aos estudantes, alunos, voluntários e outros participantes no programa Erasmus+ e no Corpo Europeu de Solidariedade. Presta informações sobre os efeitos do coronavírus nas atividades, as mudanças em curso e a ajuda disponível.

O surto de COVID-19 tem consequências negativas para as atividades planeadas ou em curso no âmbito do Erasmus+ e do Corpo Europeu de Solidariedade.

A nossa resposta

O objetivo primordial da Comissão Europeia é a segurança e a proteção de todos os participantes no Erasmus+ e no Corpo Europeu de Solidariedade, no pleno respeito de todas as medidas de confinamento tomadas a nível nacional. A Comissão Europeia trabalha para ajudar os beneficiários e os estudantes, alunos, voluntários e demais participantes nos programas a encontrar as soluções mais adequadas para a sua situação específica.

A Comissão continuará a adaptar a sua resposta de acordo com a evolução das circunstâncias excecionais em que nos encontramos e, se necessário, esclarecer e simplificar as regras e os procedimentos, ou a sua aplicação, em cooperação com as agências nacionais Erasmus+ e a Agência de Execução relativa à Educação, ao Audiovisual e à Cultura (EACEA).

Publicação de convites extraordinários

Em 25 de agosto de 2020, foram lançados, no âmbito de Erasmus+ dois convites extraordinários à apresentação de propostas para apoiar a preparação para a educação digital e as competências criativas. Cada um dos convites à apresentação de propostas disponibiliza 100 milhões de euros para reagir à epidemia de coronavírus.

  • O convite relativo à preparação para a educação digital apoiará projetos no domínio do ensino escolar, do ensino e da formação profissionais e do ensino superior. Este convite visa melhorar a aprendizagem em linha, à distância e mista, incluindo o apoio a professores e formadores, e fazer com que as oportunidades de aprendizagem digital sejam inclusivas.
  • O convite relativo à criação de parcerias de criatividade apoiará projetos nos domínios da juventude, do ensino escolar e da educação de adultos. O convite visa desenvolver aptidões e competências que incentivem a criatividade e aumentem a qualidade, a inovação e o reconhecimento do trabalho com jovens.

Ambos os convites ajudarão a ligar a educação, a formação e as organizações no domínio da juventude às dos setores cultural e criativo.

O prazo para a apresentação de candidaturas é 29 de outubro de 2020. As organizações interessadas devem contactar a Agência Nacional Erasmus+ no seu país.

Para mais informações e explicações sobre os convites, consulte a segunda retificação do Guia do Programa Erasmus+2020.

Estudos de impacto de maio de 2020

A Comissão Europeia realizou dois inquéritos para recolher as opiniões dos participantes nas ações de mobilidade e das instituições do ensino superior sobre a forma como o surto de COVID-19 afetou o curso normal dos seus projetos e atividades, respetivamente.

Resultados do inquérito sobre a Iniciativa Universidades Europeias (em inglês)

Resultados do inquérito sobre as ações de mobilidade para fins educativos (em inglês)

Perguntas frequentes

Quem pode responder às minhas perguntas sobre o impacto da pandemia de COVID-19 nas atividades do Erasmus+ ou do Corpo Europeu de Solidariedade?

Participantes a título individual

Os estudantes,, os professores, os jovens, os animadores de juventude, os voluntários, etc., com dificuldades devem contactar a respetiva instituição ou organização nacional. As instituições e organizações devem manter canais de comunicação com os participantes nos seus projetos, mesmo que as suas instalações estejam encerradas.

Convém ter em conta que as respostas a questões financeiras (restituições, elegibilidade dos custos, condições de concessão de subvenções, etc.) podem ser mais demoradas devido às restrições de acesso a muitas instituições e organizações.

Mais respostas a perguntas dos participantes

Organizações beneficiárias

As universidades, as escolas, as organizações de juventude, etc., devem contactar a agência que subvencionou os respetivos projetos:

  • A agência nacional no respetivo país de origem, para a maioria das ações do Erasmus+ e do Corpo Europeu de Solidariedade. Existem agências nacionais nos Estados-Membros da UE, bem como na Macedónia do Norte, na Islândia, no Listenstaine, na Noruega, na Turquia, na Sérvia e no Reino Unido
  • A Agência de Execução relativa à Educação, ao Audiovisual e à Cultura (EACEA) para ações centralizadas do Erasmus+ e do Corpo Europeu de Solidariedade, tais como os mestrados conjuntos Erasmus Mundus, Jean Monnet, universidades europeias, centros de excelência profissional, reforço de capacidades, Juventude Europeia Unida ou Equipas de voluntariado em áreas de elevada prioridade.

Mais respostas a perguntas das organizações

Outros parceiros de projeto

Os parceiros de projeto que não sejam seus beneficiários (universidades, escolas, organizações de juventude, etc.) devem contactar o coordenador do projeto (o beneficiário).

Ver também

Ficha informativa: conselhos práticos para os participantes

Informações de âmbito mais vasto

Informações sobre a resposta da Comissão Europeia ao coronavírus

Compartilhe esta página