Reforço de capacidades (jovens)

Sobre a oportunidade

Os projetos de reforço das capacidades são projetos de cooperação internacional baseados em parcerias multilaterais entre organizações ativas no domínio da juventude. A ação visa

  • aumentar a capacidade das organizações que trabalham com jovens fora da aprendizagem formal
  • promover atividades de aprendizagem não formal em países terceiros não associados ao programa, visando especialmente os jovens com menos oportunidades, a fim de melhorar o nível de competências e incentivar a participação dos jovens na sociedade
  • apoiar a animação juvenil em países terceiros não associados ao programa, melhorando a sua qualidade e o seu reconhecimento
  • apoiar novos regimes de mobilidade para fins de aprendizagem não formal em países terceiros não associados ao programa
  • contribuir para a Estratégia da UE para a Juventude (2019-2027)
  • colmatar as lacunas em relação aos sistemas de ensino formal e/ou ao mercado de trabalho

Quem pode candidatar-se

Coordenadores

Os seguintes tipos de organização podem candidatar-se como coordenador.

  • ONG (nomeadamente ONG europeias no setor da juventude e Conselhos Nacionais de Juventude) ativas no setor da juventude
  • autoridades públicas locais, regionais ou nacionais

Estes candidatam-se em nome de todas as organizações participantes. Os coordenadores devem estar estabelecidos e localizados na UE ou num País do Programa.

Outros participantes

Pode participar qualquer organização, pública ou privada, com as suas entidades afiliadas (caso existam), que trabalhe com ou para jovens fora dos contextos formais estabelecidos num País do Programa ou País Parceiro Erasmus+.

Exemplos disso são

  • uma organização sem fins lucrativos, associação, ONG (incluindo ONG europeias no setor da juventude);
  • Conselhos Nacionais de Juventude
  • autoridades públicas a nível local, regional ou nacional
  • instituições de ensino ou de investigação
  • fundações

Embora os projetos de reforço das capacidades sejam orientados para este tipo de organizações sem fins lucrativos, podem ser incluídas empresas públicas ou privadas. Por exemplo, empresas públicas ou privadas, pequenas, médias ou grandes (incluindo empresas sociais). No entanto, há que demonstrar um claro valor acrescentado. Num objetivo de reforço de capacidades, as tarefas de coordenação devem ser limitadas a organizações sem fins lucrativos.

Duração

1, 2 ou 3 anos. A duração tem de ser escolhida na fase de candidatura, em função do objetivo do projeto e do tipo de atividades previstas para o período em causa.

Como apresentar uma candidatura?

Descubra como obter uma subvenção e procurar outras oportunidades de financiamento.

Saber mais

Para mais informações, consulte a secção sobre o reforço das capacidades do Guia do Programa Erasmus+.

Compartilhe esta página