Reforço de capacidades (jovens)

Como se candidatar

As organizações interessadas devem consultar a Agência de Execução relativa à Educação, ao Audiovisual e à Cultura.

Objetivo

Os projetos de reforço de capacidades no domínio da juventude visam:

  • fomentar a cooperação e os intercâmbios entre países do programa e países parceiros
  • melhorar a qualidade e o reconhecimento da animação de jovens, da aprendizagem não formal e do voluntariado em países parceiros, bem como reforçar as sinergias com os sistemas de ensino e o mercado de trabalho
  • promover novos regimes e programas de mobilidade para fins de aprendizagem não-formal
  • promover a mobilidade transnacional para fins de aprendizagem não-formal entre países do programa e países parceiros, especialmente dirigida a jovens com menos oportunidades

Os projetos de reforço de capacidades devem centrar-se em atividades que:

  • promovam a cooperação estratégica entre organizações de jovens e autoridades públicas (nos países parceiros)
  • promovam a cooperação entre organizações de jovens e organizações no domínio da educação, bem como com empresas e o mercado de trabalho
  • reforcem as capacidades das organizações de jovens e das autoridades públicas
  • melhorem a gestão, a governação, a capacidade de inovação e a internacionalização das organizações de jovens
  • lancem, testem e implementem práticas de animação de juventude, como o desenvolvimento profissional e a aprendizagem informal
  • promovam novas formas de formação e novas abordagens da animação de juventude
  • promovam a cooperação, a criação de redes e a aprendizagem entre pares para melhorar a gestão das organizações de jovens

Oportunidades

Graças ao Erasmus+, as organizações podem levar a cabo projetos para:

  • incentivar o diálogo político, a cooperação, a criação de redes e o intercâmbio de boas práticas
  • organizar eventos dedicados à juventude em larga escala (de duração igual ou superior a dois dias)
  • organizar campanhas de informação e de sensibilização
  • desenvolver ferramentas de informação e comunicação e multimédia
  • desenvolver métodos, ferramentas, materiais, currículos, módulos de formação e instrumentos de documentação (como o Youthpass) para a animação de juventude
  • criar novas formas de animação de juventude e de prestação de formação e apoio

Existem dois grandes tipos de projetos de reforço de capacidades:

  • projetos normais de reforço de capacidades (regiões 5 a 13), que visam melhorar as capacidades das organizações e podem incluir atividades de mobilidade
  • projetos Janela Juventude para os Balcãs Ocidentais (região 1), que visam melhorar as capacidades das organizações mediante a realização de atividades de mobilidade (que podem ser complementadas por atividades de reforço de capacidades)

As atividades de mobilidade incluem:

Como funciona

Para se poderem candidatar, as organizações devem fazer parte de um consórcio constituído, pelo menos, por três organizações de três países, um dos quais um país do programa e o outro um país parceiro elegível.

Que mais convém saber

A duração dos projetos varia entre 9 meses e 2 anos. Existem vários critérios de elegibilidade adicionais. Para mais informações sobre estes critérios, consulte o Guia do Programa.

Candidaturas

As organizações interessadas devem consultar a Agência de Execução relativa à Educação, ao Audiovisual e à Cultura.

Mais informações

O Guia do Programa Erasmus+ constitui a principal fonte de informação sobre os projetos de reforço de capacidades. A Agência de Execução relativa à Educação, ao Audiovisual e à Cultura pode dar informações adicionais sobre o processo de candidatura.

Para mais informações contacte a Agência de Execução relativa à Educação, ao Audiovisual e à Cultura.

Compartilhe esta página