Login
Erasmus+
Programa da UE para a educação, a formação, a juventude e o desporto
30 anos de experiências enriquecedoras e horizontes mais vastos
Descubra a campanha dos 30 anos do Erasmus+
menu

Erasmus+ 30 anniversary logo

30 anos a mudar a vida dos participantes

Encontrar mais facilmente um emprego, aprender mais sobre desenvolvimento sustentável, praticar uma nova língua, ficar com uma ideia mais clara do que é a cidadania europeia, descobrir uma paixão pelo voluntariado: estas são algumas das experiências positivas relatadas pelos participantes no Erasmus+.

O programa Erasmus tem transformado muitas vidas nos últimos 30 anos. Mais do que uma simples fase na vida dos participantes, o Erasmus é um verdadeiro ponto de viragem.

Erasmus+: construir o futuro da Europa

O que começou, em 1987, como um programa de mobilidade estudantil, cresceu ao longo do tempo, enriquecendo a vida de mais de cinco milhões de participantes diretos e influenciando indiretamente a vida de inúmeras outras pessoas. Foi este o motivo que nos levou , em 2014, a reunir vários programas num só programa: o Erasmus+.

Esta plataforma de mobilidade e cooperação europeia e internacional aproxima pessoas de origens e meios muito diferentes, ajudando-as a adquirir as competências necessárias para encontrar um lugar na sociedade e contribuindo para o desenvolvimento de um sentimento de identidade europeia, uma identidade que complementa as nossas identidades nacionais, regionais e locais.

A comemoração dos 30 anos do programa Erasmus+ coincide com um outro marco importante da integração europeia: os 60 anos do Tratado de Roma, com a promoção do reforço da cooperação na Europa. Ambos os aniversários celebram um objetivo comum: unir as pessoas em torno da Europa.

O programa Erasmus+ é amplamente reconhecido como o mais bem sucedido programa da UE e constitui um exemplo concreto do impacto positivo da integração europeia e do seu alcance internacional. Só entre 2014 e 2016, quase dois milhões de pessoas da Europa e de outras partes do mundo participaram no Erasmus+.

Assim, parece justo que o ano de 2017 seja um ano não só para comemorar tudo o que o programa Erasmus+ alcançou até à data, mas também para refletir sobre o futuro da Europa que podemos construir juntos.

Em 2017, realizar-se-ão eventos por toda a Europa que contarão a história dos 30 anos do programa Erasmus+ e dos programas que o antecederam. A nível local, nacional e europeu, terão lugar cerimónias de comemoração, conferências, debates, diálogos, exposições, fóruns e outros eventos. Junte-se a nós e participe nos eventos perto de si!

Partilhe o seu evento

/programmes/erasmus-plus/file/5377_ptkatainen-en-hd.mp4

Geração Erasmus+: que visão para a Europa?

A comemoração dos 30 anos do Erasmus é uma excelente oportunidade para refletir sobre o que a Europa faz por cada um de nós.

A geração Erasmus tem o futuro da Europa nas mãos. Então, por que não fazer ouvir a sua voz?

Partilhe as suas ideias sobre como podemos construir juntos uma Europa melhor. Ao longo do ano, terá inúmeras oportunidades para apresentar e debater ideias.

Quer dar a conhecer as experiências pessoais que viveu durante o seu intercâmbio Erasmus+? Então siga-nos no Twitter ou no Facebook.

Quer saber como o Erasmus+ mudou a vida de muitos estudantes europeus? Leia as histórias Erasmus+ e deixe-se inspirar!

Gostaria de organizar um evento relacionado com os 30 anos do Erasmus ou um debate sobre o futuro da Europa? Comece por descobrir o nosso conjunto de ferramentas com materiais e plataformas em linha que lhe poderão ser úteis.

O sinal «+» no Erasmus+

O que significa o sinal «+» no Erasmus+?

Desde a sua criação, há 30 anos, o programa Erasmus evoluiu muito. Já não é apenas para o ensino universitário. Pelo contrário, o sinal «+» significa que o programa abarca agora outras vertentes, como estágios, atividades de formação de pessoal e atividades de ensino, bem como projetos de cooperação entre universidades, organismos de investigação, empresas, ONG, autoridades locais, regionais e nacionais e outros atores socioeconómicos, tanto na Europa como no exterior.

E isto não é tudo!

Hoje, o Erasmus+ oferece muitas oportunidades a pessoas e organizações, por exemplo para participar num voluntariado ou num estágio no estrangeiro ou para colaborar em projetos comuns. O desporto tornou-se também uma parte importante do programa Erasmus+.

Ao alargar o seu público, o programa Erasmus+ contribui para a promoção do crescimento económico, a criação de emprego e a coesão social na Europa e, ao mesmo tempo, dá aos jovens europeus uma oportunidade de desenvolvimento pessoal e profissional.

Entre 2014 e 2020, estima-se que mais de 4 milhões de europeus participarão em vários intercâmbios a nível da UE e não só.

O Erasmus+ é mais do que um mero intercâmbio

Através dos projetos de cooperação, as organizações ativas nos domínios da educação, formação, juventude e desporto podem estabelecer parcerias internacionais, criando assim mais oportunidades para o pessoal e os estudantes e fomentando o progresso.

Agora é a sua vez de nos
dizer o que significa para si o sinal «+».

/programmes/erasmus-plus/file/5066_ptmogherini.mp4

Erasmus+: uma das maiores histórias de sucesso da UE

O programa Erasmus foi adotado formalmente em 17 de junho de 1987, após a realização de uma série de projetos-piloto de intercâmbio de estudantes entre 1981 e 1986. Durante primeiro ano (1987/1988), o programa contou com a participação de 11 países (Bélgica, Dinamarca, Alemanha, Grécia, França, Irlanda, Itália, Países Baixos, Portugal, Espanha e Reino Unido) e permitiu a 3244 estudantes realizar uma parte dos seus estudos no estrangeiro.

O programa, que no início se dirigia exclusivamente aos estudantes do ensino superior, foi evoluindo ao longo dos anos e oferece, atualmente, oportunidades em matéria de ensino e formação profissionais, ensino escolar, educação de adultos, juventude e desporto.

Em 2014, foi lançado o Erasmus+, que reúne num único programa todas as iniciativas da UE no domínio da educação, formação, juventude e desporto (nomeadamente, iniciativas antes ao abrigo dos programas Erasmus, Leonardo da Vinci, Comenius, Grundtvig, Erasmus Mundus, Jean Monnet, Alfa, Edulink, Juventude em Ação e o Desporto).