• Current language : pt
Representação em Portugal

Comissão Europeia prepara-se para emitir 250 mil milhões de euros em obrigações verdes NextGenerationEU

/portugal/file/nextgenerationeu-0_ptNextGenerationEU

NextGenerationEU
copyright UE

A Comissão Europeia adotou hoje um quadro para as obrigações verdes avaliado de forma independente, dando assim um passo no sentido da emissão de obrigações verdes até ao limite de 250 mil milhões de euros, ou seja, 30 % da dívida total a emitir no âmbito do instrumento NextGenerationEU.

07/09/2021

O quadro garante a quem investir nessas obrigações que os fundos mobilizados serão afetados a projetos ecológicos e que a Comissão elaborará um relatório sobre o seu impacto ambiental. Agora que o quadro foi adotado, a Comissão lançará em breve a primeira emissão de obrigações verdes, já em outubro, sob reserva das condições de mercado. O comissário do Orçamento e Administração, Johannes Hahn, declarou: «A nossa intenção de emitir até 250 mil milhões de euros em obrigações verdes até ao final de 2026 fará com que a UE se torne no maior emitente de obrigações verdes do mundo. Reflete igualmente o nosso compromisso para com a sustentabilidade e coloca a finança sustentável na vanguarda do esforço de recuperação da UE». Tal como foi anunciado no início do ano, a Comissão reviu igualmente o seu plano de financiamento da recuperação em 2021 e confirmou a sua intenção de emitir este ano um total de cerca de 80 mil milhões de euros em obrigações a longo prazo, que serão complementadas por dezenas de milhares de milhões de euros em títulos de curto prazo da UE. A Comissão disponibilizará os títulos da UE exclusivamente através de leilões, num programa que deverá ter início em 15 de setembro. Organizará normalmente dois leilões de títulos da UE por mês, na primeira e na terceira quartas-feiras do mês. As obrigações serão também contempladas no programa de leilões, para além da realização de operações sindicadas. De acordo com o calendário das emissões hoje publicado, a Comissão realizará normalmente um leilão e uma operação sindicada por mês para a venda das suas obrigações. Mais informações no comunicado de imprensa.