Principais megatendências mundiais que influenciarão a UE no futuro

O relatório de prospetiva estratégica de 2021 centra-se nas principais megatendências mundiais que continuarão a afetar a UE nas próximas décadas: desde as alterações climáticas, a aceleração tecnológica e a digitalização às grandes mudanças económicas, geopolíticas e demográficas.

climate icon

Alterações climáticas e outros desafios ambientais: O aquecimento global excederá provavelmente 1,5 °C nos próximos 20 anos, aproximando-se dos 2 °C perto de meados do século, agravando a pressão sobre a segurança dos alimentos e da água em todo o mundo. Até 2050, 200 milhões de pessoas necessitarão de ajuda humanitária, em parte devido aos efeitos ecológicos.

Digital icon

Hiperconectividade digital e transformações tecnológicas: O número de dispositivos conectados a nível mundial poderá aumentar de 30,4 mil milhões em 2020 para 200 mil milhões em 2030. Uma maior conectividade entre objetos, locais e pessoas dará origem a novos produtos, serviços, modelos empresariais, estilos de vida e hábitos de trabalho. A ambição de a Europa assumir um papel de liderança mundial nas transições paralelas pode posicioná-la fortemente num mercado lucrativo emergente e criar novos tipos de trabalho, como, por exemplo, os empregos verdes, tanto nos setores estabelecidos como nos emergentes. 

Government icon Pressão sobre a democracia e os valores: Em 2020, 34% da população mundial vivia em países onde se registava uma deterioração da governação democrática, com apenas 4% em países em vias de se tornar mais democráticos. A desinformação em larga escala, alimentada por novas ferramentas e plataformas em linha, criará desafios crescentes para os sistemas democráticos e impulsionará um novo tipo de guerra da informação.
Global icon Mudanças na ordem mundial e na demografia: O mundo está a tornar-se cada vez mais multipolar. A China deverá tornar-se a maior economia antes do final desta década, com a Índia possivelmente a ultrapassar a UE nos próximos 20 anos. A população mundial deverá atingir 8,5 mil milhões em 2030 e 9,7 mil milhões em 2050, enquanto a população da UE deverá diminuir 5% e passar para pouco mais de 420 milhões até 2050.

Todas estas mudanças afetarão a liberdade e a capacidade de ação da UE e exigirão uma ação política eficiente e coerente.

Dez domínios estratégicos para reforçar a posição de liderança mundial da UE

10 Strategic areas

O Relatório Estratégico de Prospetiva de 2021 visa mostrar o caminho para políticas e compromissos bem concebidos e preparados para o futuro, colocar a UE na melhor posição possível para alcançar os seus objetivos políticos a longo prazo e desempenhar um papel estratégico numa ordem mundial multipolar e contestada. O relatório sublinha a importância da articulação entre as políticas internas e externas e apela a uma abordagem abrangente.

A UE continuará a alavancar as suas parcerias internacionais com vista a promover a paz, a estabilidade e a prosperidade, apresentar uma frente unida contra os intervenientes hostis e os desafios comuns e honrar a promessa de progresso. Reforçará as relações mutuamente benéficas com os seus vizinhos, assim como com os seus parceiros mais distantes. Assumirá a liderança numa cooperação multilateral eficaz, protegendo simultaneamente os cidadãos e a economia da UE contra práticas desleais e abusivas.

Com vista a assegurar a liberdade e a capacidade de ação da UE nas próximas décadas, foram considerados domínios estratégicos mediante o processo prospetivo os seguintes dez domínios:

  1. Garantir sistemas alimentares e de saúde sustentáveis e resilientes
  2. Garantir uma energia descarbonizada e a preços acessíveis
  3. Reforçar as capacidades em termos de gestão de dados, inteligência artificial e tecnologias de ponta
  4. Garantir e diversificar o aprovisionamento em matérias-primas essenciais
  5. Assegurar uma posição pioneira a nível mundial em matéria de normalização
  6. Criar sistemas económicos e financeiros resilientes e preparados para o futuro
  7. Desenvolver e reter competências e talentos que correspondam às ambições da UE
  8. Reforçar as capacidades em matéria de segurança, defesa e acesso ao espaço
  9. Colaborar com parceiros mundiais com vista a promover a paz, a segurança e a prosperidade para todos
  10. Reforçar a resiliência das instituições

Documentos

DescarregarPDF - 10.4 MB