A Comissão reconhece que a migração e a segurança das fronteiras são desafios comuns a que os Estados-Membros da UE dão uma melhor resposta em conjunto. A Comissão propôs uma série de medidas para reformar a gestão da migração e a proteção das fronteiras em toda a UE.

A UE ofereceu proteção e apoio a milhões de pessoas, salvou vidas no mar, desmantelou redes de passadores e reduziu o número de chegadas irregulares à Europa.

Todavia, face à evolução do panorama geopolítico e ao aumento constante da pressão migratória a nível mundial, é necessário envidar mais esforços.

Políticas

Salvar vidas e conter os fluxos de migração irregular

Graças à intervenção rápida e determinada da UE, as chegadas à Europa têm diminuído de forma constante desde 2015 e foram salvas centenas de milhares de vidas.

Proteger as fronteiras graças à Guarda Europeia de Fronteiras e Costeira

A nova Guarda Europeia de Fronteiras e Costeira disporá de uma força de 10 000 guardas de fronteira com equipamento próprio para responder rapidamente às situações de emergência.

Vias seguras e legais: um novo impulso à reinstalação

A Comissão está empenhada na reinstalação. Desde 2015, mais de 65 000 dos refugiados mais vulneráveis encontraram refúgio na UE.

Revisão das regras da UE em matéria de asilo

A Comissão propôs uma série de reformas com vista a tornar a gestão da migração mais eficaz, justa e sólida, não deixando margem para abusos do sistema.

Documentos