Protective equipment

27 de abril de 2021 — UE envia apoio essencial à Índia através do Mecanismo de Proteção Civil da UE

Será entregue pelos Estados-Membros da UE à Índia nos próximos dias uma remessa de oxigénio, medicamentos e equipamento que são necessários urgentemente, na sequência do pedido de apoio deste país. A Irlanda ofereceu 700 concentradores de oxigénio; 1 gerador de oxigénio; 365 ventiladores; a Bélgica ofereceu 9 000 doses de medicamentos antivirais remdesivir; a Roménia ofereceu 80 concentradores de oxigénio e 75 garrafas de oxigénio; o Luxemburgo ofereceu 58 ventiladores; Portugal ofereceu 5 503 frascos de remdesivir e 20 000 litros de oxigénio por semana e a Suécia ofereceu 120 ventiladores. Prevê-se que nos próximos dias seja concedido mais apoio da UE por parte de outros Estados-Membros, nomeadamente da França e da Alemanha.

Berlaymont

16 de abril de 2021 — 562,5 milhões de EUR de fundos para investimento da iniciativa REACT-UE atribuídos à Bulgária, à Finlândia, à França e à Lituânia

Os investimentos da iniciativa REACT-UE no valor de cerca de 562,5 milhões de EUR na Bulgária, na Finlândia, na França e na Lituânia irão ampliar a resposta à crise através da Iniciativa de Investimento de Resposta à Crise do Coronavírus. A iniciativa REACT-EU, que faz parte do NextGenerationEU, disponibiliza um montante adicional global de 47,5 mil milhões de EUR para apoiar os programas da política de coesão em 2021 e 2022, centrando-se no apoio ao emprego, às empresas e às transições ecológica e digital. O investimento destina-se a apoiar as adaptações a longo prazo das infraestruturas e a reforçar a resiliência das empresas na Bulgária, a desenvolver a investigação e a inovação na Finlândia, a fornecer capital de exploração em França e a expandir os modelos de negócio eletrónico, bem como a estimular os investimentos em investigação e no desenvolvimento de novos produtos na Lituânia para fazer face à pandemia.

President von der Leyen

14 de abril de 2021 — 100 milhões de vacinas contra a COVID-19 administradas na UE

A presidente von der Leyen declarou: «A vacinação está a ganhar ímpeto em toda a Europa! Até ontem, os Estados-Membros já tinham recebido mais de 126 milhões de doses de vacinas. E tenho o prazer de anunciar que alcançámos hoje o número de 100 milhões de vacinas administradas na UE. Trata-se de um marco do qual nos podemos orgulhar.»

Picture of the Berlaymont facade

14 de abril de 2021 — Comissão Europeia apronta-se para angariar até 800 mil milhões de EUR ao abrigo do NextGenerationEU para financiar a recuperação

A Comissão tomou medidas para garantir que os empréstimos para financiar o instrumento temporário de recuperação, NextGenerationEU, sejam contraídos nas condições mais vantajosas para os países da UE e os seus cidadãos. A Comissão seguirá uma estratégia de financiamento diversificada para reunir cerca de 800 mil milhões de EUR, a preços correntes, até 2026.

Humanitarian aid workers in a warehouse

8 de abril de 2021 — Equipa Europa continua a apoiar os países parceiros com mais de 26 mil milhões de EUR num ano

Até 1 de janeiro de 2021, a Equipa Europa já tinha apoiado mais de 130 países parceiros em todo o mundo, com mais de 26 mil milhões de EUR. 3,2 mil milhões de EUR foram gastos para satisfazer as necessidades humanitárias. 3,5 mil milhões de EUR foram gastos no reforço dos sistemas de saúde, água e saneamento. 19,5 mil milhões de EUR foram gastos na atenuação das consequências socioeconómicas da pandemia. A Equipa Europa está igualmente a trabalhar no sentido de garantir um acesso equitativo e mundial às vacinas contra a COVID-19 e de apoiar a implantação de campanhas de vacinação, explorando simultaneamente as possibilidades de reforçar a capacidade de produção local. A UE desempenhou um papel de liderança na criação do mecanismo COVAX, do qual a Equipa Europa é um dos principais doadores, com mais de 2,2 mil milhões de EUR.

7 de abril de 2021 — Cimeira Mundial da Saúde: Mantenha-se atualizado através do novo sítio Web

A Comissão Europeia publicou um novo sítio Web com informações essenciais sobre a próxima Cimeira Mundial da Saúde. A cimeira, organizada pela Comissão Europeia e pela Presidência italiana do G20, terá lugar em 21 de maio de 2021, em Roma. Constituirá uma oportunidade para os dirigentes do G20 e outros dirigentes convidados, os responsáveis das organizações internacionais e regionais e os representantes dos organismos de saúde a nível mundial partilharem os ensinamentos retirados da pandemia de COVID-19.

Image of the Berlaymont banner "Next Generation EU"

6 de abril de 2021 — Primeiras medidas de apoio REACT-UE à recuperação e à transição aprovadas para os Países Baixos e a Áustria

A Comissão aprovou as primeiras decisões no âmbito da iniciativa REACT-EU que envolvem a alteração de quatro programas operacionais do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional nos Países Baixos e na Áustria; com estas decisões aumentará o financiamento disponível para investimentos em cerca de 262 milhões de EUR provenientes da REACT-UE. Os Países Baixos e a Áustria tornaram-se, assim, os primeiros países da UE a beneficiar da iniciativa REACT-UE. Estes recursos — que fazem parte do NextGenerationEU — contribuem para a continuidade e o alargamento das medidas de resposta à crise e de reparação adotadas através das iniciativas de investimento de resposta à crise do coronavírus, servindo de ponte para o plano de recuperação a longo prazo.

worker in a shop

30 de março de 2021 — Comissão Europeia distribui mais 13 mil milhões de EUR no quadro do instrumento SURE a 6 Estados-Membros para proteger os trabalhadores e os postos de trabalho

A Comissão Europeia distribuiu 13 mil milhões de EUR a seis Estados-Membros da UE na sexta parcela de apoio financeiro no quadro do instrumento SURE para proteger os postos de trabalho e os trabalhadores. Trata-se do terceiro pagamento em 2021. Nas operações de hoje, a Chéquia recebeu mil milhões de EUR, a Bélgica 2,2 mil milhões de EUR, a Espanha 4,06 mil milhões de EUR, a Irlanda 2,47 mil milhões de EUR, a Itália 1,87 mil milhões de EUR e a Polónia 1,4 mil milhões de EUR. Esta é a primeira vez que a Irlanda recebe financiamento ao abrigo do instrumento. Os outros cinco países da UE já beneficiaram de empréstimos ao abrigo do instrumento SURE. Até à data, 17 Estados-Membros receberam um total de 75,5 mil milhões de EUR em empréstimos recíprocos no quadro do instrumento SURE. Está disponível em linha uma visão geral dos montantes distribuídos até à data e dos diferentes prazos de vencimento das obrigações, aqui.

A nurse

26 de março de 2021 — Programa UE pela Saúde, com uma dotação de 5,1 mil milhões de EUR, entra em vigor

A Comissão congratulou-se com a entrada em vigor do programa UE pela Saúde. O programa UE pela Saúde contribuirá de forma significativa para a recuperação pós-COVID-19, tornando a população da UE mais saudável, apoiando a luta contra as ameaças sanitárias transfronteiras e reforçando a preparação e a capacidade da UE para responder eficazmente a novas crises sanitárias, no âmbito de uma futura União Europeia da Saúde forte. O programa UE pela Saúde é um programa de financiamento para 2021-2027 ambicioso e específico destinado a assegurar um elevado nível de proteção da saúde humana em todas as políticas e atividades da União. O programa UE pela Saúde é o maior programa de saúde de sempre em termos monetários, concedendo financiamento aos países, às organizações de saúde e às ONG da UE.

Lot of vaccines doses

24 de março de 2021 — Comissão reforça mecanismo de transparência e autorização para as exportações de vacinas contra a COVID-19

A Comissão introduziu princípios adicionais a ter em consideração antes de autorizar as exportações de vacinas: reciprocidade e proporcionalidade. Isto significa que os Estados-Membros devem considerar se o país de destino impõe restrições às exportações e as condições prevalecentes no país de destino, tais como a situação epidemiológica, as taxas de vacinação e as reservas de vacinas existentes. A presidente Ursula von der Leyen declarou: «A UE orgulha-se de ter fabricantes de vacinas que exportam para os quatro cantos do mundo, porque estamos convictos de que só estaremos seguros quando todos estiverem seguros. Mas a UE é o único grande produtor da OCDE que continua a exportar vacinas, nomeadamente para países com capacidade de produção própria mas que encontraram formas de restringir as exportações. Além disso, as exportações destinam-se a países cuja situação epidemiológica é menos grave do que a da UE e que estão mais avançados na vacinação dos seus cidadãos. É por esta razão que temos de introduzir a reciprocidade e a proporcionalidade no mecanismo de autorização da UE.»

A man supervising a young employer

22 de março de 2021 — Relatório confirma êxito do instrumento SURE na proteção do emprego

A Comissão publicou a sua primeira avaliação preliminar do SURE, um instrumento com um orçamento de 100 mil milhões de EUR destinado a proteger os postos de trabalho e as economias dos efeitos da pandemia de COVID-19. O relatório da Comissão concluiu que, em 2020, entre 25 a 30 milhões de pessoas beneficiaram da ajuda prestada pelo SURE. Conclui igualmente que entre 1,5 e 2,5 milhões de empresas afetadas pela pandemia de COVID-19 beneficiaram do apoio do SURE, permitindo-lhes manter os seus trabalhadores. A Comissão propôs até ao momento uma ajuda financeira de 90,6 milhões de EUR a 19 Estados-Membros.

A girl waiting in line at the airport

17 de março de 2021 — Comissão Europeia propõe um Certificado Verde Digital com informações sobre vacinação, testes e recuperação

A Comissão propõe a criação de um quadro à escala da UE para um Certificado Verde Digital para a emissão, a verificação e a aceitação de certificados com informação sobre vacinação, testes e recuperação. Para evitar a discriminação das pessoas não vacinadas, a posse de um certificado de vacinação não poderá constituir uma condição prévia para o exercício dos direitos de livre circulação nem para a utilização de serviços de transporte transfronteiras de passageiros, tais como aviões, comboios, autocarros ou transbordadores. A proposta visa facilitar o exercício do direito à livre circulação na UE durante a pandemia de COVID-19 através da criação de certificados seguros e interoperáveis.

Two people talking

16 de março de 2021 — Comissão distribui mais 9 mil milhões de EUR a 7 Estados-Membros da UE ao abrigo do instrumento SURE

A Comissão distribuiu 9 mil milhões de EUR a 7 Estados-Membros da UE numa quinta parcela ao abrigo do instrumento SURE. Este pagamento, o segundo em 2021, abrange a República Checa (mil milhões de EUR), a Espanha (2,87 mil milhões de EUR), a Croácia (510 milhões de EUR), a Itália (3,87 mil milhões de EUR), a Lituânia (302 milhões de EUR), Malta (123 milhões de EUR) e a Eslováquia (330 milhões de EUR). Estes empréstimos ajudarão os Estados-Membros a fazer face ao aumento súbito da despesa pública destinada a preservar o emprego. Até à data, 16 Estados-Membros receberam um total de 62,5 mil milhões de EUR em empréstimos recíprocos no quadro do instrumento SURE. Ao longo de 2021, a Comissão procurará mobilizar um montante adicional de mais de 25 mil milhões de EUR graças à emissão de obrigações SURE da UE.

vaccine vials

11 de março de 2021 — Comissão Europeia autoriza quarta vacina segura e eficaz contra a COVID-19

A Comissão concedeu uma autorização condicional de introdução no mercado para a vacina contra a COVID-19 desenvolvida pela Johnson & Johnson, a quarta vacina a ser autorizada na UE. Esta autorização surge na sequência de uma recomendação científica positiva baseada numa avaliação exaustiva da segurança e da eficácia da vacina efetuada pela Agência Europeia de Medicamentos e tem o aval dos Estados-Membros. A presidente Ursula von der Leyen declarou: «A vacina da Janssen é a quarta vacina autorizada da carteira da UE e ajudar-nos-á a reforçar a campanha de vacinação no segundo trimestre de 2021. Esta nova vacina é de dose única, o que nos aproxima mais da consecução do nosso objetivo coletivo de vacinar 70 % da população adulta até ao final do verão.»

A nurse

11 de março de 2021 — Comissão Europeia propõe utilizar 530 milhões de EUR no quadro do Fundo de Solidariedade da UE para combater a pandemia de coronavírus

A Comissão Europeia apresenta um pacote de quase 530 milhões de EUR de ajuda financeira no quadro do Fundo de Solidariedade da UE para apoiar a despesa pública com equipamento médico e de proteção individual, auxílio de emergência à população e medidas para prevenir, vigiar e controlar a propagação da doença. A proposta contribuirá para os esforços desenvolvidos por 17 Estados-Membros e 3 países candidatos, uma vez aprovada pelo Parlamento Europeu e pelo Conselho. O pacote de ajuda inclui igualmente os 132,7 milhões de EUR de adiantamentos já recebidos pela Alemanha, Irlanda, Grécia, Espanha, Croácia, Hungria e Portugal.

Cargo freight on palettes branded with EU flag being loaded onto an airplane.

10 de março de 2021 — Ajuda humanitária da UE: novas ações para ajudar à escala mundial no contexto da COVID-19

A Comissão apresentou a sua comunicação sobre a ação humanitária, que define a forma como a UE pode intensificar a sua ação e responder aos desafios humanitários exacerbados pela pandemia de COVID-19. A comunicação propõe ações-chave para acelerar a prestação de ajuda humanitária, apoiar um ambiente mais propício aos parceiros humanitários e tratar as causas profundas das crises através de uma abordagem da «Equipa Europa». A comunicação também põe uma tónica renovada no respeito do direito internacional humanitário, ao mesmo tempo que aborda o impacto humanitário dramático das alterações climáticas.

Two men working in a factory.

4 de março de 2021 — Assegurar uma recuperação geradora de emprego: o plano de ação sobre o pilar europeu dos direitos sociais prevê um apoio eficaz ao emprego

No âmbito do Plano de Ação sobre o Pilar Europeu dos Direitos Sociais, a Comissão Europeia apresentou uma recomendação aos Estados-Membros para facilitar a transição das medidas de apoio ao emprego em tempo de crise para a criação de empregos duradouros: Apoio ativo e eficaz ao emprego (EASE). A recomendação promove a criação de emprego e a transição entre empregos de setores em declínio para setores em expansão, nomeadamente nos domínios ecológico e digital. As novas medidas definem três elementos fundamentais que os Estados-Membros devem incluir nos seus planos de recuperação e resiliência: incentivos à contratação e apoio ao empreendedorismo; oportunidades de melhoria de competências e de requalificação; maior apoio dos serviços de emprego.

Picture of the press conference

3 de março de 2021 — Um ano desde o início da pandemia de COVID-19: resposta atualizada em matéria de política orçamental

A Comissão adotou uma comunicação em que dá aos Estados-Membros orientações gerais sobre a condução da política orçamental no período que se avizinha e expõe as suas considerações sobre a desativação ou a prorrogação da cláusula de derrogação de âmbito geral. A coordenação das políticas orçamentais nacionais é essencial para apoiar a recuperação económica. Em março de 2020, a Comissão propôs a ativação da cláusula de derrogação geral no contexto da sua estratégia para dar uma resposta rápida, determinada e coordenada à pandemia de coronavírus. Permitiu que os Estados-Membros tomassem medidas para responder adequadamente à crise, afastando-se dos requisitos orçamentais normalmente aplicáveis nos termos do quadro orçamental europeu.

President von der Leyen

24 de fevereiro de 2021 — Presidente Ursula von der Leyen discursa no evento de lançamento da campanha da Global Citizen «Um Plano de Recuperação para o Mundo»

No evento de lançamento da campanha da Global Citizen, a Presidente Ursula von der Leyen declarou: Superemos a pandemia com uma campanha de vacinação mundial. Ponhamos termo à crise da fome. Devolvamos as crianças às salas de aula. Combatamos o aumento das desigualdades. E empreendamos uma recuperação ecológica, tratando o nosso planeta com cuidado e respeito.» E prosseguiu: «O primeiro encontro importante do ano será a Cimeira Mundial da Saúde, a realizar em maio, que irei organizar em conjunto com o Primeiro-Ministro Mario Draghi em Roma.»

Vaccines

19 de fevereiro de 2021 — UE duplica contribuição para o COVAX, elevando-a a mil milhões de EUR, para garantir vacinas seguras e eficazes

A União Europeia anunciou um montante adicional de 500 milhões de EUR para o mecanismo COVAX, duplicando a sua contribuição até à data para a iniciativa mundial que visa garantir um acesso justo e equitativo a vacinas contra a COVID-19 seguras e eficazes. A contribuição adicional eleva o montante total para mil milhões de EUR. Ao anunciar o novo contributo na cimeira virtual do G7, a presidente Ursula von der Leyen declarou: «No ano passado, no âmbito da nossa Resposta Mundial ao Coronavírus, comprometemo-nos a garantir o acesso universal às vacinas em todo o planeta, para todos os que delas necessitem. O COVAX está na melhor posição para nos ajudar a atingir este objetivo. É por esta razão que decidimos duplicar a contribuição da Comissão Europeia para o COVAX, perfazendo mil milhões de EUR.»

Image of a researcher

17 de fevereiro de 2021 — Comissão Europeia toma medidas para fazer face às variantes da COVID-19 e reforça o grau de preparação

A Comissão estabelecerá um novo plano de biodefesa denominado Incubadora HERA para fazer face a ameaças a curto e médio prazo, que servirá de quadro à preparação futura da UE para situações de emergência sanitária. A Incubadora HERA reunirá investigadores, empresas de biotecnologia, fabricantes, entidades reguladoras e autoridades públicas para se concentrarem na deteção e na caracterização rápidas de variantes, na célere adaptação das vacinas e na criação de uma Rede Europeia de Ensaios Clínicos, e facilitarem o aumento das capacidades de produção. A presidente Ursula von der Leyen afirmou: «Juntos, trabalharemos para identificar novas variantes mais rapidamente, adaptar as vacinas existentes, organizar ensaios clínicos, partilhar dados, acelerar a aprovação regulamentar e aumentar a produção em massa de novas vacinas.»

euro coin

11 de fevereiro de 2021 — Publicação das Previsões económicas do inverno de 2021: um inverno difícil, mas uma luz ao fundo do túnel

A Comissão Europeia publicou as suas Previsões económicas do inverno de 2021, que projetam um crescimento para a economia da área do euro de 3,8 % em 2021 e 2022 e um crescimento para a economia da UE de 3,7 % em 2021 e 3,9 % em 2022. Prevê-se que as economias da área do euro e da UE atinjam os seus níveis de produção anteriores à crise mais cedo do que o previsto nas Previsões económicas do outono de 2020. O crescimento económico deverá retomar na primavera e ganhar ímpeto no verão, à medida que os programas de vacinação avançam e as medidas de confinamento vão sendo gradualmente atenuadas. O impacto económico da pandemia continua a ser desigual entre os Estados-Membros e prevê-se que a rapidez da recuperação também varie significativamente.

Image of the Berlaymont banner "Next Generation EU"

10 de fevereiro de 2021 — Parlamento Europeu aprovou envelope de 672,5 mil milhões de EUR, destinado a ajudar os Estados-Membros a sair mais fortes da crise, a título do Mecanismo de Recuperação e Resiliência

A Comissão Europeia congratula-se com a votação do Parlamento Europeu, que confirma o acordo político alcançado relativamente ao Mecanismo de Recuperação e Resiliência em dezembro de 2020. A aprovação representa um passo importante no sentido de disponibilizar 672,5 mil milhões de EUR em empréstimos e subvenções aos Estados-Membros, para apoiar as reformas e o investimento. O Mecanismo de Recuperação e Resiliência é o principal instrumento do NextGenerationEU, o plano da UE para sair fortalecida da pandemia de COVID-19. Nas palavras da Presidente da Comissão, Ursula von der Leyen: «É essencial combater o vírus com as vacinas. Mas precisamos também de ajudar os cidadãos, as empresas e as comunidades a sair da crise económica. O Mecanismo de Recuperação e Resiliência mobilizará 672,5 mil milhões de EUR para o efeito. O investimento será utilizado para assegurar uma Europa mais ecológica, mais digital e mais resiliente, com benefícios a longo prazo para todos.»

AstraZeneca

29 de janeiro de 2021 — Comissão Europeia autoriza terceira vacina segura e eficaz contra a COVID-19

A Comissão concedeu uma autorização condicional de introdução no mercado para a vacina contra a COVID-19 desenvolvida pela AstraZeneca, a terceira vacina a ser autorizada na UE. Esta autorização surge na sequência de uma recomendação científica positiva baseada numa avaliação exaustiva da segurança e da eficácia da vacina efetuada pela Agência Europeia de Medicamentos e tem o aval dos Estados-Membros. A presidente Ursula von der Leyen declarou: «Garantir vacinas seguras para os cidadãos europeus é a nossa principal prioridade. Com a vacina AstraZeneca agora autorizada, estarão disponíveis na Europa 400 milhões de doses adicionais. Espero que a empresa forneça estas doses conforme acordado, para que os cidadãos europeus possam ser vacinados o mais rapidamente possível. Continuaremos a fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para garantir mais vacinas aos cidadãos europeus, aos nossos vizinhos e aos nossos parceiros em todo o mundo.»

proof of COVID-19 vaccination

27 de janeiro de 2021 — Estados-Membros da UE adotam orientações sobre comprovativo de vacinação contra a COVID-19 para fins médicos

Os Estados-Membros da UE, com o apoio da Comissão Europeia, adotaram orientações sobre o comprovativo de vacinação contra a COVID-19 para fins médicos. Estas orientações ajudam a tornar interoperáveis os certificados de vacinação contra a COVID-19 e estabelecem um conjunto mínimo de dados, incluindo um identificador único. As orientações visam a criação de um sistema que possa ter em conta tanto o suporte papel como os meios digitais, garanta flexibilidade e compatibilidade com as soluções nacionais existentes, bem como uma proteção rigorosa dos dados pessoais. As orientações são o resultado dos debates e das reflexões da rede de saúde em linha, bem como das consultas ao Comité de Segurança da Saúde, à Agência Europeia de Medicamentos, ao Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças e à Organização Mundial da Saúde.

 

People walking in an airport

25 de janeiro de 2021 — Comissão Europeia propõe atualizar a abordagem coordenada em matéria de livre circulação na UE e de viagens de países terceiros para a UE

A Comissão propõe salvaguardas e requisitos adicionais para os viajantes internacionais que entram na UE e a atualização da Recomendação do Conselho sobre medidas coordenadas que afetam a liberdade de circulação na União Europeia. As medidas incluem testes obrigatórios antes da partida, medidas mais rigorosas para as pessoas provenientes de regiões de alto risco e um Formulário Comum Europeu de Localização dos Passageiros. A proposta da Comissão inclui o aditamento da cor «vermelho escuro» ao mapa existente com um código de cores fornecido pelo Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças. A aparição de novas variantes do coronavírus e a instabilidade da situação sanitária a nível mundial exigem a adoção de novas medidas, a fim de garantir a segurança de todas as viagens essenciais para a UE. Cabe agora ao Conselho analisar esta proposta e aos Estados-Membros da UE chegar a acordo.

vaccines

21 de janeiro de 2021 — Dirigentes da UE chegaram a acordo sobre a aceleração da vacinação e debateram outras medidas no Conselho Europeu

Na reunião do Conselho Europeu, os dirigentes registaram a gravidade da situação à luz das novas variantes. Os dirigentes pretendem acelerar a vacinação e concordaram em trabalhar num formulário de comprovação da vacinação normalizado e interoperável para fins médicos. Foi também reafirmada a solidariedade para com os países terceiros. Além disso, as fronteiras têm de permanecer abertas para assegurar o funcionamento do mercado único, sendo necessários mais ensaios e sequenciação do genoma. No entanto, há que desencorajar energicamente as viagens não essenciais. A Comissão propôs acrescentar uma nova cor, «vermelho escuro», ao mapa publicado semanalmente pelo Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças. Leia o comunicado de imprensa da presidente Ursula von der Leyen.

person being vaccinated

19 de janeiro de 2021 — Comissão Europeia define medidas fundamentais em prol de uma frente unida para vencer a COVID-19

A dois dias da videoconferência dos dirigentes europeus sobre a resposta coordenada ao coronavírus, a Comissão definiu, no âmbito de uma Comunicação, medidas destinadas a intensificar a luta contra a pandemia e acelerar a vacinação. Até março de 2021, pelo menos 80 % das pessoas com mais de 80 anos e 80 % dos profissionais de saúde e da assistência social deverão ser vacinados. Até ao verão de 2021, pelo menos 70 % da população deverão ser vacinados. Nas palavras da Presidente da Comissão, Ursula von der Leyen: «A vacinação é fundamental para sairmos desta crise. Já garantimos vacinas suficientes para toda a população da União Europeia. Temos agora de acelerar a distribuição e intensificar a vacinação».

girl getting vaccinated

12 de janeiro de 2021 — Comissão Europeia conclui negociações exploratórias com a Valneva para garantir uma nova vacina potencial

A Comissão concluiu negociações exploratórias com a empresa farmacêutica Valneva com vista à aquisição da sua potencial vacina contra a COVID-19, uma vez comprovada a sua segurança e eficácia. O contrato previsto contempla a possibilidade de todos os Estados-Membros da UE adquirirem 30 milhões de doses, com uma opção de compra até 30 milhões de doses adicionais. A presidente Ursula von der Leyen declarou: «O passo dado hoje no sentido de alcançar um acordo com a Valneva vem complementar a carteira de vacinas da UE e demonstra o empenho da Comissão em encontrar uma solução duradoura para a pandemia.»

pfizer vaccine

8 de janeiro de 2021 — Comissão propõe aquisição de até 300 milhões de doses adicionais da vacina BioNTech-Pfizer

A Comissão propôs aos Estados-Membros da UE a aquisição de mais 200 milhões de doses da vacina contra a COVID-19 da BioNTech e da Pfizer, com a opção de adquirir 100 milhões de doses adicionais. As doses adicionais serão entregues a partir do segundo trimestre de 2021. Deste modo, a UE poderá comprar até 600 milhões de doses, duplicando, assim, a quantidade de doses desta vacina, que já está a ser utilizada. A presidente von der Leyen declarou: «Com as duas vacinas autorizadas, garantimos já uma quantidade de doses suficiente para vacinar 380 milhões de europeus. Isto representa mais de 80 % da população europeia. E outras vacinas se seguirão nas próximas semanas e meses.»

vaccination medical student

6 de janeiro de 2021 — Comissão Europeia autoriza segunda vacina segura e eficaz contra a COVID-19

A Comissão concedeu uma autorização condicional de introdução no mercado para a vacina contra a COVID-19 desenvolvida pela Moderna, a segunda vacina a ser autorizada na UE. Esta autorização surge na sequência de uma recomendação científica positiva baseada numa avaliação exaustiva da segurança e da eficácia da vacina efetuada pela Agência Europeia de Medicamentos e tem o aval dos Estados-Membros. A presidente Ursula von der Leyen declarou: «Com a vacina da Moderna, a segunda a ser agora autorizada na UE, teremos mais 160 milhões de doses. E outras vacinas se seguirão. A Europa já assegurou até dois mil milhões de doses de potenciais vacinas contra a COVID-19.