Doenças graves e crónicas

Apresentação

As doenças não transmissíveis, tais como as doenças cardiovasculares, o cancro, as doenças respiratórias crónicas e a diabetes, são causas importantes de invalidez e de problemas de saúde, bem como de reformas antecipadas por motivos de saúde e de mortes prematuras na UE, acarretando custos consideráveis para a sociedade e a economia. Segundo a Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Económicos (OCDE), na UE, todos os anos morrem prematuramente de doenças não transmissíveis cerca de 550 000 de pessoas em idade ativa. Enquanto causa mais comum de mortalidade na UE, estas doenças representam a parte principal das despesas com cuidados de saúde, com um custo que ascende a 115 mil milhões de euros, ou seja, a 0,8 % do seu PIB anual.

Abordagem integrada da UE

No âmbito das doenças não transmissíveis, a UE segue uma abordagem integrada centrada na prevenção em vários setores e domínios políticos e no reforço dos sistemas de saúde.

A Comissão Europeia está empenhada em apoiar os países da UE nos seus esforços para atingir os nove objetivos voluntários das Nações Unidas e da Organização Mundial de Saúde (OMS) até 2025, bem como o objetivo de desenvolvimento sustentável 3.4, que visa reduzir num terço, até 2030, a mortalidade prematura por doenças não transmissíveis, bem como para promover a saúde mental e o bem-estar.

Para ajudar os países a atingir as metas internacionais, a Comissão criou um grupo diretor para a promoção da saúde, prevenção das doenças e gestão de doenças não transmissíveis.

A Comissão estudou previamente como otimizar a resposta a doenças não transmissíveis e a cooperação entre os países da UE. Este processo de reflexão conduziu a um relatório final.

Dados estatísticos

O Eurostat disponibiliza dados estatísticos sobre doenças não transmissíveis na UE.

Financiamento da saúde

Fontes de financiamento na área das doenças não transmissíveis.