Indicadores de saúde

Apresentação

Um indicador é uma medida quantitativa ou qualitativa que permite determinar o grau de progressão relativamente aos objetivos fixados (resultados das políticas). Os indicadores ajudam a analisar e a comparar o grau de desempenho de diferentes grupos populacionais ou áreas geográficas, podendo contribuir para definir prioridades políticas.

A Comissão Europeia publica várias séries de indicadores de saúde baseados em dados fiáveis e comparáveis, que são essenciais para definir estratégias e políticas destinadas a melhorar a saúde dos europeus e para acompanhar a respetiva execução.

Indicadores de saúde a nível da UE

A Comissão usa ferramentas, como o ciclo do conhecimento da Situação da Saúde na UE, para obter dados fiáveis e comparáveis sobre a saúde e os comportamentos que a influenciam, as doenças e os sistemas de saúde. Estes dados, que a ajudam a formular as suas políticas, devem basear-se em indicadores de saúde comuns a toda a UE, com definições e métodos de recolha e utilização aprovados por todos. Para consultar estes indicadores, ver:

Dados sobre saúde na UE

Os dados sobre saúde na UE combinam dados administrativos com dados provenientes de inquéritos de saúde e inquéritos sociais.

Uma vez que os dados devem ser comparáveis, é indispensável usar sistemas de classificação internacionais coerentes, assentes em conceitos e definições comuns.

Grupo de peritos em matéria de informações sobre saúde

O grupo de peritos em matéria de informações sobre saúde (EGHI) é um grupo consultivo constituído por representantes de países da UE, dos países do Espaço Económico Europeu, de eventuais futuros membros da UE e de organizações internacionais, que contribui para a elaboração de políticas assentes em dados factuais.

Ação comum relativa a informações sobre saúde

Lançada em 28 de março de 2018, a ação comum relativa a informações sobre saúde (InfAct) visa facilitar o desenvolvimento de uma infraestrutura de informação sobre saúde a nível europeu, que seja sustentável, melhorando a disponibilidade de dados comparáveis, sólidos e relevantes sobre saúde e o desempenho dos sistemas de saúde.