Álcool

Apresentação

Os efeitos nocivos do álcool constituem um grave problema de saúde na UE, sendo responsáveis por cerca de 7% de todas as doenças e mortes prematuras na Europa. Mesmo moderado, o consumo de álcool aumenta o risco a longo prazo de algumas doenças cardíacas, hepáticas e cancerosas. O consumo frequente em grandes quantidades pode conduzir a um estado de dependência.

Os países da UE são os primeiros responsáveis pelas respetivas políticas nacionais em matéria de álcool. A aplicação da estratégia da UE em matéria de álcool de 2006, destinada a apoiar os esforços dos países para reduzir os efeitos nocivos do álcool, foi avaliada em 2009 e em 2013.

O sistema de informação sobre álcool e saúde da União Europeia, gerido pela Comissão Europeia em cooperação com a Organização Mundial de Saúde (OMS) no âmbito do Programa de Saúde da UE, acompanha a evolução e as tendências em matéria de consumo de álcool e os efeitos nocivos do álcool na UE. Publicados regularmente no quadro da cooperação UE-OMS, os perfis nacionais dão uma ideia geral da situação nos diferentes países da UE.

Coordenação a nível da UE

O Comité de Política e Ação Nacionais em matéria de Álcool (CNAPA) desempenha um papel importante, facilitando a cooperação e a coordenação entre os países da UE e contribuindo para o desenvolvimento de novas políticas.

Comité de Política e Ação Nacionais em matéria de Álcool (CNAPA)

O comité é composto por delegados nacionais designados pelos respetivos países e reúne-se, pelo menos, duas vezes por ano no Luxemburgo. Os seus principais objetivos são partilhar boas práticas e assegurar a convergência das políticas nacionais em matéria de álcool na UE.

Fórum Europeu sobre Álcool e Saúde

O Fórum Europeu sobre Álcool e Saúde (EAHF) proporciona um espaço onde os organismos ativos a nível europeu podem debater e comparar abordagens e lutar contra o consumo excessivo de álcool.

Promoção e apoio

O Programa de Saúde da Comissão financia projetos e outras iniciativas destinadas a combater os efeitos nocivos do álcool. A Ação Conjunta 2014-2016 apoiou os esforços envidados pelos países da UE para reduzir os efeitos nocivos do álcool.