• Eventos

Notícias


<< Voltar à lista de notícias

Oito boas ferramentas de colaboração em linha para equipas à distância

O trabalho à distância tem as suas vantagens. Não se perde tempo em deslocações para o escritório e é possível trabalhar com roupa mais confortável. Mas, para quem trabalha em casa durante a pandemia, pode ser difícil colaborar ou acompanhar o trabalho dos colegas.
Picture

Por essa razão, elaborámos uma lista de ferramentas em linha úteis para partilha de ficheiros, videochamadas e apresentações em linha, colaboração com colegas e gestão de projetos.

Nota: Todas as ferramentas neste artigo são de utilização gratuita mas também dispõem de versões pagas que oferecem funcionalidades adicionais.

 

Gestão de projetos

 

Asana

O Asana pode fornecer uma boa panorâmica de todos os projetos atualmente em curso na sua empresa. Permite criar listas de tarefas para projetos em curso, definir alertas de prazos e enviar pedidos aos colegas.

 

TRELLO

O Trello permite gerir projetos em linha através de notas em quadros. É como escrever apontamentos em folhas de papel e colá-los na parede, em colunas. Pode acrescentar informação, retirar os apontamentos da parede ou deslocá-los – tão fácil quanto isso.

 

Comunicação

 

Slack

O Slack é uma versátil ferramenta de colaboração que conta com milhões de utilizadores em todo o mundo. Permite enviar mensagens e ficheiros diretamente a destinatários individuais ou a grupos de colegas. Além disso, cada departamento ou equipa pode ter o seu próprio canal de comunicação.

 

Chanty

O Chanty é uma aplicação de conversação que permite comunicar com os colegas da equipa. Além do intercâmbio de mensagens de texto, também permite efetuar chamadas de áudio e vídeo ou partilhar o ecrã com os outros participantes na chamada.

 

Videoconferências

 

Zoom

O Zoom tornou-se muito popular, sobretudo desde o início da pandemia, como ferramenta privilegiada para efetuar videochamadas e apresentações e seminários em linha. Disponibiliza um vasto conjunto de funcionalidades e pode ser interligado com outros programas, tais como o Microsoft Outlook e o Google Calendar.

 

Whereby

O Whereby é provavelmente uma das ferramentas mais fáceis de utilizar para efetuar videochamadas. Não requer início de sessão nem o descarregamento de programas adicionais e é totalmente baseado no navegador de Internet.

 

Partilha de documentos e ficheiros

 

Dropbox

O Dropbox dispõe de uma interface de utilizador que permite o armazenamento e a partilha de documentos, mesmo com utilizadores de programas diferentes do Dropbox. É como armazenar ficheiros no disco rígido, basta arrastá-los para o ícone do Dropbox.

 

Google Drive

O Google Drive oferece 15 GB de armazenamento gratuitos, o que o torna provavelmente numa das ferramentas de partilha de ficheiros mais generosas. Os documentos ficam facilmente acessíveis ao utilizador e à sua equipa e podem ser acedidos em qualquer dispositivo.

 

Esperamos que estas ferramentas o ajudem a manter a sua equipa unida no atual contexto de distanciamento social.  Está a preparar a sua primeira reunião virtual ou seminário em linha? Veja as nossas sugestões para organizar uma reunião em linha.

 

Ligações úteis:

Asana

Chanty

Dropbox

Google Drive

Trello

Slack

Whereby

Zoom

 

Informações adicionais:

Jornadas Europeias do Emprego

Drop’pin@EURES

Procurar Conselheiros EURES

Condições de vida e de trabalho nos países EURES

Base de ofertas de emprego EURES

Serviços EURES para empregadores

Calendário de Eventos EURES

Próximos Eventos em linha

A EURES no Facebook

A EURES no Twitter

A EURES no LinkedIn

 

Declaração de exoneração de responsabilidade: Nem a EURES nem a Comissão Europeia assumem qualquer tipo de responsabilidade relativamente aos sítios Web de terceiros acima mencionados.

29/05/2020

<< Voltar à lista de notícias
 
declaração de exoneração de responsabilidade

Os artigos de "Em foco..." destinam-se a fornecer aos utilizadores do portal EURES informações sobre tópicos e tendências actuais e a promover a discussão e o debate. Não reflectem necessariamente a posição da Comissão Europeia.