• Eventos

Notícias


<< Voltar à lista de notícias

Redes sociais: Uma ferramenta dedicada à procura de emprego?

Mais de 2 mil milhões de pessoas utilizam redes sociais todos os dias para comunicar com amigos, partilhar fotografias, ver vídeos divertidos... mas estas redes têm também outras grandes utilizações. Neste artigo, exploraremos as razões pelas quais as redes sociais podem constituir a forma ideal de encontrar um emprego de sonho.
Picture

LinkedIn

Um artigo sobre a procura de emprego nas redes sociais não podia começar sem mencionar o LinkedIn. Lançado em 2002, o sítio foi concebido especificamente para a formação de redes profissionais e o recrutamento. Existe uma grande variedade de ferramentas e funcionalidades disponíveis e reunimos algumas das nossas favoritas.

Aderir a grupos: Esta é óbvia, mas os grupos são mesmo um local lógico para começar Existem mais de 1,7 milhões de grupos no LinkedIn, dedicados não só a empresas individuais, como também à criação de redes, e a organizações e temas específicos. A adesão a um grupo permite-lhe o acesso a peritos, pessoas que têm os mesmos interesses ou ideias e talvez até empregadores potenciais.

Procurar um emprego: A procura de emprego no LinkedIn funciona de forma semelhante à de muitos outros motores de procura de emprego na medida em que permite procurar vagas e candidatar-se a elas. Para além da opção de pesquisa manual, o sítio recomenda também empregos com base no seu perfil e interesses de carreira (ver infra). Este pode ser um bom atalho para posições interessantes publicadas diretamente pelos empregadores.

Ativar os seus interesses de carreira: Localizada no separador «Empregos», esta opção permite informar os recrutadores de que está à procura de emprego. Poderá especificar aspetos como títulos de emprego que lhe interessem, locais, tipos de contrato, indústrias e datas de início. Ative a opção «interesses de carreira» e preencha as informações o mais detalhadamente possível para mostrar o seu interesse junto de potenciais empregadores.

Obter a validação das suas competências: É fácil elaborar uma lista de competências, mas normalmente um empregador não tem como avaliar o rigor dessa lista. É aqui que surge a funcionalidade de validação. As competências validadas refletem mais do que apenas a sua opinião ao proporcionar um nível de confiança adicional aos recrutadores.

 

Twitter

Estima-se que sejam enviados diariamente no Twitter cerca de 500 milhões de tweets, o que o torna uma valiosa fonte de informação de últimas tendências e notícias. É também um excelente local para procurar oportunidades de emprego, especialmente se gosta de fazer pesquisas enquanto está ativo.

Seguir os marcadores: A maior parte dos recrutadores utiliza marcadores quando publicitam novas vagas no Twitter. Uma pesquisa rápida e regular de marcadores como #emprego — e outros mais específicos, se estiver interessado numa determinada empresa ou função — levará as oportunidades diretamente até si.

Seguir os líderes: Cada setor conta com empresas principais e figuras de influência. Seguir estas pessoas e organizações não só expande a sua rede como lhe dá acesso imediato a todos os seus tweets mais recentes.

Direcionar os seus tweets: Tuitar sobre um setor ou assunto específicos é uma maneira fácil de mostrar o seu interesse. Poderá achar que desta forma consegue reunir mais seguidores relevantes ou identificar contas úteis que pretenda seguir.

Procurar um emprego: Enquanto o Twitter não tem uma função clássica de procura de emprego incorporada, como o LinkedIn, sítios Web como Jobs By Twitter e Twit Job Seek podem ajudar. Basta seguir as instruções nestes sítios para identificar oportunidades de emprego interessentes.

 

Facebook

O Facebook é provavelmente o sítio de redes sociais menos óbvio quando se trata de encontrar um emprego, mas não significa que não tenha nada para oferecer. Continua a ser o sítio de rede social maior e mais amplamente utilizado, com uma média de quase 1,5 mil milhões de utilizadores ativos diariamente. Acresce que mais de 60 milhões de empresas têm uma página no Facebook,  razão pela qual mais do que justifica a sua presença nesta lista.

Expandir a sua rede: A etapa mais básica no Facebook consiste em aderir a grupos relevantes e «gostar» das páginas de pessoas e empresas que lhe interessem. Ao fazê-lo, terá acesso imediato a todas as notícias mais recentes e a vagas de emprego. Poderá também adaptar os parâmetros da sua conta para garantir que recebe as mensagens de notificação de publicações recentes e que não perde oportunidades.

Criar um perfil dedicado à procura de emprego: Se pretende ir mais longe, poderá valer a pena criar um perfil «profissional» inteiramente novo. Permitir-lhe-á dispor de um espaço limpo onde possa vender os seus talentos, dispondo em simultâneo de um espaço pessoal onde pode continuar a publicar fotografias de férias e memórias divertidas.

 

Dicas gerais

Manter o seu perfil atualizado: Qualquer que seja a plataforma da rede social que decida utilizar, o seu perfil só poderá ser forte se as informações nele contidas o forem. Mantenha estas informações detalhadas, pertinentes e atualizadas para maximizar o seu potencial de recrutamento.

Manter-se profissional: As redes sociais incentivam um certo nível de informalidade. Não há problema quando conversa com amigos, mas os recrutadores procuram algo um pouco mais profissional. Pense no seu público e em como deve abordá-lo antes de clicar no botão «Publicar». E não se esqueça que os sítios das redes sociais têm uma longa memória — não lamente aquela publicação ou tweet de há cinco anos!

 

E ei-las: as nossas melhores dicas para utilizar redes sociais na sua procura de emprego. Agora, cabe-lhe a si ir à luta e dar uma boa utilização a estes conselhos. Boa sorte!

Artigo elaborado em parceria com a EURES, Portal Europeu da Mobilidade Profissional.

 

Ligações úteis:

LinkedIn

Twitter

Facebook

 

Informações adicionais:

Jornadas Europeias do Emprego

Drop’pin@EURES

Encontre um Conselheiro EURES

Condições de vida e de trabalho nos países EURES

Base de ofertas de emprego EURES

Serviços EURES para empregadores

Calendário de Eventos EURES

Próximos Eventos em linha

A EURES no Facebook

A EURES no Twitter

A EURES no LinkedIn

 

Declaração de exoneração de responsabilidade: Nem a EURES nem a Comissão Europeia assumem qualquer tipo de responsabilidade relativamente aos sítios Web de terceiros acima mencionados

18/04/2019

<< Voltar à lista de notícias
 
declaração de exoneração de responsabilidade

Os artigos de "Em foco..." destinam-se a fornecer aos utilizadores do portal EURES informações sobre tópicos e tendências actuais e a promover a discussão e o debate. Não reflectem necessariamente a posição da Comissão Europeia.