• Eventos

Notícias


<< Voltar à lista de notícias

Conselheiro EURES grego excede-se a si próprio para ajudar uma enfermeira a encontrar trabalho em Malta

Picture

Evangelia Bakasi é uma enfermeira muito qualificada, mas não conseguia encontrar trabalho na Grécia que lhe permitisse exercer a profissão para a qual tinha recebido formação. Assim, quando um familiar lhe sugeriu que alargasse a busca e procurasse trabalho no estrangeiro através da rede EURES, ela decidiu tentar.

Saudando a ideia de trabalhar no estrangeiro e porque estava ansiosa por ter um trabalho em que fizesse pleno uso das suas qualificações, Evangelia decidiu deslocar-se à delegação local da EURES, em Trikala, e ver o que eles tinham para oferecer.

«Eu estava a trabalhar como assistente de dentista quando vi um anúncio para enfermeiros em Malta no sítio Web da nossa associação nacional de enfermeiros», explica. Porém, quando contactou o recrutador, não obteve resposta. Falou então sobre o anúncio com Stefanos Pallas, o seu conselheiro EURES local.

«Foi a melhor decisão que poderia ter tomado», diz Evangelia. Stefanos Pallas contactou o conselheiro EURES maltês Marvin Mizzi e interrogou-o sobre a campanha de recrutamento. Evangelia foi convidada a enviar o CV e Marvin Mizzi comprometeu-se a garantir pessoalmente que o faria chegar à pessoa certa.

 

Uma mão amiga para o processo de candidatura

Ao saber que não era tarde demais, foi uma Evangelia esperançosa que recebeu ajuda de Stefanos Pallas, o qual trabalhou com ela para aperfeiçoar e polir o seu CV. «Eu sei que tive muita sorte em ter tido Stefanos Pallas como conselheiro. Ele também me ajudou a acalmar os nervos quando ao fim de dois meses eu continuava sem receber resposta à minha candidatura», acrescenta.

Stefanos Pallas contactou Marvin Mizzi para verificar se estava tudo bem encaminhado e, finalmente, Evangelia recebeu a notícia de que tinha sido pré-selecionada e estava convidada para uma entrevista no Skype.

«Entrei imediatamente em contacto com Stefanos Pallas e fui de novo visitá-lo ao seu escritório. Ele preparou-me emocional e psicologicamente. Ensinou-me os cuidados que eu devia ter e como deveria apresentar-me durante a entrevista no Skype. Até fizemos ensaios virtuais em inglês para me fazer sentir confortável e à vontade com a utilização desta língua durante a entrevista.»

 

Um bom trabalho de equipa compensa

Quando passou na entrevista no Skype e foi convidada para ir a Madrid para uma entrevista presencial, Evangelia ficou preocupada com o custo da deslocação. «As entrevistas realizavam-se em Madrid porque a maioria dos candidatos eram espanhóis, pelo que fazia mais sentido. Mas isso deixava-me em desvantagem.»

Stefanos Pallas falou-lhe da iniciativa O teu primeiro emprego EURES, que lhe reembolsava o custo da viagem. «Ele ajudou-me com a burocracia necessária para eu poder viajar para Madrid e participar da entrevista, o que não me teria sido possível sem esse apoio.»

No mês seguinte, foi informada de que tinha sido aceite e de que um trabalho no serviço nacional de saúde maltês esperava por ela. «A minha alegria foi indescritível. Eu iria poder trabalhar como enfermeira noutro país! Contactei Stefanos Pallas para o informar e ele ficou contentíssimo por mim.»

 

E como é a sua vida em Malta?

«A verdade é que já comecei a reajustar-me, e o que me ajudou verdadeiramente foi ter colegas muito simpáticos que me aceitaram imediatamente. Não me fizeram sentir estrangeira e respeitam-me.» Em cada dia que passa, Evangelia sente-se mais em casa.

Para além de estar a familiarizar-se com a cultura, está também a aprender a língua. Está à espera de começar aulas de língua gratuitas no Mater Dei, o hospital em que trabalha agora, numa pequena cidade perto de La Valetta.

Entretanto, graças à internet, contacta diariamente com a língua e, com a ajuda dos colegas, já conseguiu aprender o suficiente para ser capaz de compreender e manter uma conversa de circunstância.

«A experiência que ganhamos ao trabalhar num país estrangeiro não tem preço», afirma Evangelia. Evoluímos no nosso trabalho e adquirimos a experiência de que precisamos para sermos melhores profissionais. Aprendemos a enfrentar as situações e adquirimos mais confiança tanto profissional como pessoalmente.  Colaboramos com pessoas de culturas diferentes e trocamos conhecimentos e experiências, na construção da melhor base possível para a nossa vida profissional.»

 

Ligações úteis

O teu primeiro emprego EURES: Candidatos a emprego

Viver e trabalhar em Malta

 

Informações adicionais

Encontrar um Conselheiro EURES

Condições de vida e de trabalho nos países EURES

Base de dados de ofertas de emprego EURES

Serviços EURES para empregadores

Calendário de eventos EURES

Próximos Eventos em linha

A EURES no Facebook

A EURES no Twitter

A EURES no LinkedIn

A EURES no Google+


Declaração de exoneração de responsabilidade Nem a EURES nem a Comissão Europeia assumem qualquer tipo de responsabilidade relativamente aos sítios Web de terceiros acima mencionados.

19/02/2016

<< Voltar à lista de notícias
 
declaração de exoneração de responsabilidade

Os artigos destinam-se a fornecer aos utilizadores do portal EURES informações sobre tópicos e tendências atuais e a promover a discussão e o debate. O seu conteúdo reflete necessariamente a posição da Autoridade Europeia Do Trabalho (ELA) a da Comissão Europeia. Além disso, nem a EURES nem a ELA assumem qualquer tipo de responsabilidade relativamente aos sítios Web de terceiros acima mencionados