• Eventos

Notícias


<< Voltar à lista de notícias

Cientista de dados francesa fixa residência na Dinamarca graças ao apoio da EURES

Aurelie Giraud teve sempre o desejo de viver na Escandinávia, por isso, quando surgiu a oportunidade de mudar-se para a Dinamarca, não hesitou. Falámos com Aurelie, bem como com Lars Rungø, da Workindenmark, para saber como a EURES a apoiou no processo de mudança.
Picture

«Desde que me lembro, sempre quis viver no estrangeiro e descobrir outra cultura», afirma Aurelie, natural de França. «Os países escandinavos foram sempre os meus preferidos. Gosto muito da mentalidade dinamarquesa: é uma combinação de descontração e pensamento eficiente. Por isso, quando o meu namorado foi chamado para uma entrevista de emprego em Aalborg, aproveitámos a oportunidade, e correu tudo bem».

 

Transferência das prestações de desemprego

Aurelie encontrava-se numa situação pouco habitual aquando da mudança: apesar de ter trabalhado anteriormente durante cerca de 10 anos, tinha deixado o emprego e estava a receber prestações de desemprego em França. Graças à política da UE em matéria de transferência de prestações de desemprego, Aurelie pôde continuar a receber prestações durante mais três meses, que a ajudaram durante a procura de emprego na Dinamarca. Como diz Aurelie: «A altura ideal para encontrar o meu emprego!».

Para ativar as prestações de desemprego, Aurelie teve de registar-se na Workindenmark como candidata a emprego que chegou com o direito a prestações de desemprego de outro país da UE/do EEE. Em Aalborg, a Workindenmark possui uma representação nos ICS (Centros de Serviços para Cidadãos Internacionais). Aurelie dirigiu-se ao centro local para finalizar a transferência das suas prestações de desemprego. Nesse mesmo centro, pôde igualmente registar-se e receber orientações junto de diferentes instituições públicas da Dinamarca.

«A possibilidade de transferir prestações de desemprego é mais um incentivo para mudar para outro país [mesmo numa situação de desemprego], já que uma pessoa sabe que receberá prestações durante um determinado período e, por conseguinte, tem uma rede de segurança para ir para o estrangeiro e tentar arranjar emprego», explica Lars Rungø, da Workindenmark. «Aurelie também trabalhava como freelancer, por isso encaminhámo-la para as autoridades fiscais dinamarquesas, para que pudesse registar-se corretamente», recorda.

 

Seminários para candidatos a emprego internacionais

Para a ajudar na procura de emprego, Aurelie frequentou um seminário sobre procura de emprego, em Aalborg, organizado pela Workindenmark, uma instituição que integra a rede EURES.

«O seminário destina-se a cidadãos internacionais que pretendem obter orientação para a sua procura de emprego na Dinamarca», explica Lars. O seminário presta igualmente aconselhamento sobre a elaboração de CV e cartas de apresentação eficazes, sendo oferecidas posteriormente aos participantes «sessões de feedback» gratuitas.

Devido à sua experiência em TI, à sua mentalidade internacional e ao domínio das línguas francesa e inglesa, Lars sabia que Aurelie era uma forte candidata, em especial porque a Dinamarca está a deparar-se com escassez de mão-de-obra no seu setor de TI. Aurelie conseguiu emprego como cientista de dados na sede da Trackunit, em Aalborg, um dos principais fornecedores de soluções da «Internet das coisas». A sua função envolve a recolha e análise de dados para fornecer valiosas perspetivas comerciais aos clientes.

 

Preparação, a chave para a integração

«Para mim, a chave para uma boa integração noutro país é estar bem preparado. Podemos facilmente sentir-nos perdidos noutro país porque tudo é novo: a administração, a língua, a cultura, os procedimentos, o mercado de trabalho... A EURES pode ajudar numa perspetiva internacional e é uma parte muito importante da integração», aconselha Aurelie.

«O Portal EURES é uma mina de ouro», afirma. «Encontrei imensas informações valiosas específicas sobre a Dinamarca, bem como sugestões para encontrar emprego no estrangeiro. Ajudaram-me a estar preparada, ainda antes de estar na Dinamarca.»

«As pessoas perguntam-me quanto tempo tenciono ficar na Dinamarca», diz Aurelie. «Não tenho resposta», admite. «Adoramos a nossa família e os nossos amigos e temos saudades deles, sem dúvida. Mas, aqui, a vida tem um sentido de hygge e adoramo-lo!»

 

Ligações úteis:

Transferência das prestações de desemprego

International Citizen Service (ICS)

 

Informações adicionais:

Jornadas Europeias do Emprego

Drop’pin@EURES

Encontre um colaborador EURES

Condições de vida e de trabalho nos países EURES

Base de ofertas de emprego EURES

Serviços da EURES para empregadores

Calendário de Eventos EURES

Próximos Eventos em linha

A EURES no Facebook

A EURES no Twitter

A EURES no LinkedIn

 

Declaração de exoneração de responsabilidade: Nem a EURES nem a Comissão Europeia assumem qualquer tipo de responsabilidade relativamente aos sítios Web de terceiros acima mencionados

05/12/2019

<< Voltar à lista de notícias
 
declaração de exoneração de responsabilidade

Os artigos de "Em foco..." destinam-se a fornecer aos utilizadores do portal EURES informações sobre tópicos e tendências actuais e a promover a discussão e o debate. Não reflectem necessariamente a posição da Comissão Europeia.