• Eventos

Notícias


<< Voltar à lista de notícias

5 dicas para um equilíbrio saudável entre vida profissional e privada durante as restrições de inverno ligadas à COVID-19

Os meses de inverno podem fazê-lo sentir-se menos motivado e passar mais tempo dentro de casa e, por isso, pode ser mais difícil manter um equilíbrio saudável entre vida profissional e vida privada — e as restrições ligadas à pandemia de COVID não ajudam. Veja as nossas 5 dicas para gerir as restrições de inverno!
Picture

1.   Dê prioridade à sua saúde

É importante não se esquecer de cuidar de si, levantando-se regularmente para fazer uma pausa e encontrando maneiras de fazer exercício. Com a escolha variada de aulas em linha para todos os gostos, desde ioga a treino de alta intensidade, que existe, é fácil fazer exercício em casa à hora que lhe der mais jeito.

 

2.   Defina uma rotina de inverno

A rotina de teletrabalho no verão pode não funcionar tão bem no inverno, em que os dias são mais curtos e as temperaturas baixas. Mudar os horários da sua rotina diária poderá ajudá-lo a aproveitar melhor o dia. Pense em dar um passeio ou fazer uma corrida na sua hora de almoço e não depois do trabalho, para aproveitar ao máximo a luz do dia. Se tem um horário de trabalho flexível, pode fazer pequenas mudanças nas horas de trabalho para aproveitar as últimas horas de luz do dia depois do trabalho.

 

3.   Respeite as mesmas regras de base

Se trabalha em casa, procure continuar a criar bons hábitos. Limitar o seu espaço de trabalho a uma divisão da casa e mantê-la limpa, começar a trabalhar sempre à mesma hora, fazer regularmente pausas para descansar os olhos, pôr-se de pé e estirar as pernas, podem contribuir para o bom equilíbrio entre a vida profissional e a vida privada. Se está a ser afetado pelas restrições ligadas à COVID-19 há já muito tempo, tente não perder os bons hábitos.

 

4.   Mantenha-se sociável

As restrições devidas à COVID-19 podem impedi-lo de ir ao seu local de trabalho ou de ver os amigos, mas o Zoom, o Microsoft Teams e o Facetime são ótimas ferramentas para falar com as pessoas. Pode sempre festejar aniversários e outras ocasiões enviando postais e bebendo uma chávena de chá ou um copo de vinho enquanto fala pelo Zoom. Procurar falar com colegas com a câmara ligada durante cinco minutos pode fazer uma grande diferença no seu dia, além de que pode ser a única pessoa com quem esses colegas falam quando estão a trabalhar de casa.

 

5.   Procure entretenimento em linha

Devido à COVID-19 são cada vez mais os eventos que se realizam em linha. Isto significa que pode continuar a assistir a concertos, passatempos, exposições, comédias e aulas de culinária a partir da sua sala de estar! Estes eventos podem constituir os momentos de prazer por que anseia ao fim de uma semana de trabalho e proporcionar-lhe memórias divertidas para partilhar com os seus amigos, sem deixar de seguir as diretivas do Governo.

 

Aqui ficam 5 dicas para manter um equilíbrio saudável entre a vida profissional e a vida privada durante as restrições impostas neste inverno devido à COVID-19. Para mais dicas sobre o teletrabalho, leia o nosso artigo Cinco medidas simples para facilitar o trabalho em casa.

 

Ligações úteis:

Zoom

Microsoft Teams

Facetime

Cinco medidas simples para facilitar o trabalho em casa

 

Informações adicionais:

Jornadas Europeias do Emprego

Drop’pin@EURES

Encontrar conselheiros EURES

Condições de vida e de trabalho nos países EURES

Base de dados de ofertas de emprego EURES

Serviços EURES para empregadores

Calendário de eventos EURES

Próximos eventos em linha

A EURES no Facebook

A EURES no Twitter

A EURES no LinkedIn

 

Declaração de exoneração de responsabilidade: Nem a EURES nem a Comissão Europeia assumem qualquer tipo de responsabilidade relativamente aos sítios Web de terceiros acima mencionados

22/01/2021

<< Voltar à lista de notícias
 
declaração de exoneração de responsabilidade

Os artigos de "Em foco..." destinam-se a fornecer aos utilizadores do portal EURES informações sobre tópicos e tendências actuais e a promover a discussão e o debate. Não reflectem necessariamente a posição da Comissão Europeia.