Notícias sobre o portal


Primeiros passos pós-licenciatura

Após terminarem os estudos, os licenciados Agne e Remigijus de Klaipeda, Lituânia, decidiram que gostariam de obter alguma experiência profissional num país onde pudessem melhorar as suas competências linguísticas e ganhar um bom salário. Pesquisando na internet, Agne encontrou a EURES e decidiu contactar a Conselheira EURES local, Margarita Mankute. Algum tempo depois, Agne e Remigijus iniciaram uma nova aventura na Noruega, trabalhando para uma empresa de prestação de serviços de limpeza numa estância de esqui em Hemsedal, aproximadamente a 230 quilómetros de Oslo.

Quando Agne e Remigijus contactaram Margarita, já tinham decidido centrar a sua procura de emprego na Noruega. Devido à actual estabilidade económica do país e aos salários elevados, para não mencionar o facto de ser um belo país, a Noruega foi um destino de escolha fácil. Margarita forneceu informações ao casal sobre as condições de vida e de trabalho na Noruega, e aconselhou-os quanto à melhor forma de apresentar os seus CV e escrever cartas de apresentação.

De acordo com Margarita, os países nórdicos gozam de grande popularidade entre os jovens lituanos que pretendem passar uma temporada no estrangeiro: “Para a continuação dos estudos, a Finlândia é muito interessante devido à elevada qualidade do ensino e à disponibilidade de cursos ensinados em inglês; para trabalhar, a Noruega tende a ser a preferida devido às boas condições”. Por este motivo, Margarita estava habituada a prestar informações sobre estes países e pôde fornecer ao casal uma lista de potenciais empregadores noruegueses com quem tinha estabelecido contactos.

Após um curto período de procura, Agne e Remigijus receberam ofertas do seu actual empregador, uma empresa contratada para a prestação de serviços de limpeza numa estância de esqui na localidade de Hemsedal. O casal informou Margarita do facto, que, por sua vez, enviou os pormenores a um colega EURES norueguês, a fim de verificar a oferta. Tudo parecia em ordem, pelo que o casal aceitou a oferta e preparou-se para a mudança, tendo mesmo frequentado um curso de norueguês antes de partir.

A oportunidade revelou-se perfeita, permitindo-lhes obter experiência no seu destino ideal e, em simultâneo, aplicar as suas competências linguísticas. Também lhes permite ganhar e poupar algum dinheiro, o que é particularmente importante para Agne que, licenciada da Vytautas Magnus University em Kaunas, concluirá um mestrado em Direito quando regressar à Lituânia. Por agora, o casal tenciona ficar com o seu actual empregador até ao final da época de esqui, em Junho. Agne e Remigijus adaptaram-se facilmente à Noruega: “É um país Iindo com gente amigável – não tivemos qualquer problema de adaptação!” afirma Agne. E estão determinados a integrarem-se ainda mais na cultura norueguesa aprendendo a língua.

O êxito de Agne e Remigijus é particularmente encorajador tendo em conta a elevada taxa de desemprego entre os jovens lituanos. Margarita é contactada por muitos jovens em busca de oportunidades de emprego no estrangeiro e diz-se pronta a ajudá-los no que for possível. “Forneço principalmente informações sobre trabalho sazonal a pessoas que gostariam de ter uma experiência no estrangeiro mas que não têm a certeza de quanto tempo querem estar fora, bem como informações sobre oportunidades de estudo na Europa para pessoas que querem prosseguir os estudos. Os candidatos a emprego que me contactam possuem, geralmente, um nível elevado de inglês, por isso a língua não constitui um problema”. Margarita dedica algum tempo a visitar instituições de ensino e escolas secundárias locais, a fim de apresentar informação sobre a mobilidade, as oportunidades disponíveis na Europa e a forma como a EURES pode ajudar os jovens candidatos a emprego.

Consultar um Conselheiro EURES local deve, por conseguinte, ser o primeiro passo para todos os jovens que, como Agne e Remigijus, reflectem sobre o que fazer após a licenciatura.

« Atrás