Notícias sobre o portal


À procura do melhor apoio para os pacientes

A Primary Homecare é uma empresa familiar que presta serviços de assistência há mais de 5 anos no seio de uma comunidade. Os seus serviços destinam-se quer a clientes que beneficiam de ajudas locais como a clientes privados, em Suffolk, na Inglaterra. A equipa, composta por aproximadamente 40 empregados, presta assistência personalizada e ao domicílio de elevada qualidade a pessoas que requerem ajuda mas que preferem ficar nas suas casas em vez de se deslocarem a uma unidade de enfermagem.

Apesar de muitos sectores terem actualmente deixado de recrutar devido à crise financeira, existem no entanto alguns sectores, tais como o sector dos cuidados de saúde, onde se detecta uma falta de mão-de-obra qualificada a nível local. Na verdade, a Primary Homecare está situada numa zona rural e tem vindo a sentir dificuldades em atrair empregados com as competências necessárias para o preenchimento das suas ofertas de emprego. O principal problema, explica-nos Chris Ward, consultor em matéria de formação e recrutamento na Primary Homecare, é que os empregados devem possuir uma carta de condução válida para se poderem deslocar ao domicílio dos pacientes, sendo que a maioria das pessoas que se candidatam aos lugares não a possuem.”

A Primary Homecare recorreu ao Jobcentre Plus para publicar as ofertas de emprego e organizar jornadas de porta aberta para os candidatos que vivem na região. Após as dificuldades encontradas no local para conseguir recrutar o pessoal necessário, a empresa recorreu à conselheira EURES, Haydee Folkard com o intuito de conseguir ajuda. A Sr.ª Folkard aconselhou a publicação das ofertas de emprego no sítio web do Jobcentre Plus e, caso não aparecessem candidatos suficientes, ela entraria então em contacto com os conselheiros EURES noutros países, os quais poderiam prestar uma ajuda adicional. Era exactamente do que a Primary Homecare precisava. Ao publicar as ofertas de emprego nos sítios web da EURES, do Jobcentre Plus e do Gumtree, bem como da imprensa local, a empresa expandia assim a sua busca para além do Reino Unido.

Infelizmente, quatro semanas mais tarde, ao verificar as candidaturas enviadas, a Sr.ª Folkard deu-se conta de que não tinham sido enviadas quase nenhumas candidaturas. Sem desanimar, enviou as informações relativas às vagas para os colegas EURES de outros Estados-Membros e a resposta foi, por sua vez, muito positiva. “A colaboração com a EURES foi muito útil no que concerne a ajuda, o apoio e o aconselhamento que nos foram prestados para atrair os candidatos adequados no mercado de trabalho europeu. A nossa conselheira EURES, Sr.ª Folkard, manteve a nossa empresa bem informada acerca do potencial de recrutamento numa série de países tais como a Eslovénia e a Hungria, e deu-nos a oportunidade de participar em feiras de emprego nesses países”, explicou-nos o Sr. Ward.

A Primary Homecare encontrou vários candidatos oriundos da República Checa, da Polónia e da Roménia através do portal EURES em resposta à oferta de emprego publicada nesses países. Os candidatos seleccionados são naturais de vários países tais como a Roménia, a Polónia, e a República Checa. Eles integraram-se completamente na empresa e representam actualmente um terço de todos os empregados. O Sr. Ward encontra-se extremamente satisfeito com o desempenho de todos os empregados recrutados através do EURES: estes trabalhadores adaptaram-se aos colegas britânicos e trabalham muito bem com os nossos clientes, eles recebem sessões de formação, assistem a reuniões do pessoal e alguns deles matricularam-se e conseguiram uma qualificação profissional suplementar, o certificado NVQ, paralelamente ao desempenho das suas funções na empresa.

O Sr. Ward afirma estar muito contente com a EURES: eles são detentores de um profissionalismo de alto nível que se traduz-se na pontualidade, flexibilidade e num elevadíssimo nível de empenho. Para além disso, a diversidade cultural dos empregados oriundos de vários países permitiu enriquecer a ética cultural e laboral da organização. Estes elementos, juntamente com o facto de não terem existido barreiras linguísticas, dão provas da eficácia do processo de selecção e de recrutamento da EURES, indo ao encontro dos requisitos mais elevados exigidos por uma empresa como a Primary Homecare.

Na verdade, a Primary Homecare mantém contactos regulares com a EURES e recorre aos seus serviços sempre que pretende recrutar alguém. Como diz a Sr.ª Ward: “A nossa empresa encontra nos conhecimentos e perícia em matéria de mercado de trabalho europeu demonstrados pela Sr.ª Folkard uma valiosa fonte de informação e uma vantagem para o processo de selecção e recrutamento da nossa empresa”.

« Atrás