Notícias sobre o portal


Sol, mar e EURES…as férias de Verão alternativas para estudantes!

Janina Laaksonen, nascida em Turku, na Finlândia, sabe bem o que é viver no estrangeiro, apesar de ter apenas 21 anos. A viver actualmente na cidade de Lund, na Suécia, onde está a estudar economia, Janina trocou este Verão a Suécia e a Finlândia por uma aventura de três meses no norte da Alemanha, mais precisamente em Grömitz, no estado do Schleswig-Holstein, como empregada de mesa numa estância de férias à beira mar.

Para além dos estudos superiores de economia que está a fazer, Janina tem um conhecimento de línguas impressionante: fala sueco, a sua língua materna, e tem um domínio excelente de finlandês, inglês e alemão. “Sempre gostei de desafios e também quero fazer o que é melhor para mim. Vim estudar para a Suécia porque os cursos de cá me interessavam mais do que os que existem na Finlândia.”. Esta não foi a primeira estadia alargada de Janina na Alemanha, pois já depois de acabar o liceu tinha estado um ano em Northeim, no estado da Baixa Saxónia, a trabalhar como au pair numa família alemã. “Gostei mesmo muito de lá estar, além de que melhorei imenso o meu alemão, por isso, quando surgiu a oportunidade de voltar à Alemanha este Verão, não a deixei escapar.”.

O emprego de empregado de mesa obtido por Janina foi anunciado na secção da EURES do website do Finnish Employment Services (Serviços de Emprego finlandeses). O processo de candidatura era muito simples, bastou que Janina preenchesse o formulário de candidatura em linha. O recrutamento foi coordenado por Annette Zellmer, uma conselheira EURES alemã, e, assim que surgiu uma vaga que correspondia aos conhecimentos linguísticos de Janina, esta foi entrevistada pelo telefone pelos que viriam a ser os seus patrões. As competência linguísticas, a motivação e a confiança demonstradas claramente os impressionaram, já que pouco tempo depois deste contacto, Janina recebia um contrato pelo correio.

“Sempre trabalhei nas férias de Verão para ganhar algum dinheiro para o ano seguinte e este parecia-me o emprego perfeito: ganhava e, ao mesmo tempo, praticava alemão e tinha a possibilidade de conhecer montes de pessoas ao trabalhar numa estância turística.”. Janina trabalhou no hotel “Strandhalle Grömitz” e as suas funções incluíam preparar cocktails e servir gelados e bebidas no bar-esplanada. O horário não podia ser mais preenchido, com oito a dez horas de trabalho por dia, seis dias por semana, e Janina simplesmente adorou. “Passei um Verão fantástico, recomendo esta experiência a toda a gente. O ambiente internacional é óptimo, falei alemão e inglês e divertimo-nos imenso!”.

Janina acredita que com esta colaboração entre a EURES, ela própria e o seu empregador, Stephan Kohler, do “Strandhalle Grömitz” todos ganharam: ela ganhou dinheiro (em especial porque o alojamento estava incluído no contrato), teve uma experiência internacional e fez amigos, e o bar beneficiou não só do seu entusiasmo como da sua experiência e dedicação ao trabalho.

O fim da época estival significa o regresso aos estudos para Janina que já está a pensar no próximo Verão, ou melhor, no próximo trabalho de Verão no estrangeiro, desta feita talvez num país anglófono. Embora ainda não saiba exactamente o que quer fazer em termos profissionais, de uma coisa tem a certeza, é de que irá trabalhar para o estrangeiro, pelo menos durante um par de anos, e a Alemanha figura neste momento no topo da lista de potenciais destinos!

« Atrás