Notícias sobre o portal


Um triângulo de sucesso

Felipe é um engenheiro técnico mecânico de 34 anos, natural do Barreiro, uma cidade industrial na margem sul do Tejo, perto de Lisboa, Portugal. Quando se apercebeu de que na cidade onde vivia não encontraria futuro profissional, este jovem altamente qualificado contactou a EURES, que o ajudou a encontrar um bom emprego na ilha mediterrânica de Malta.

“Não há dúvida, a vida no Barreiro é óptima, mas actualmente é difícil fazer chegar o dinheiro ao fim do mês”, lamenta Felipe. Depois de passar alguns meses no desemprego, viu-se forçado a tomar uma das decisões mais importantes da sua vida – escolher entre um bom emprego e a sua cidade natal. A cidade do Barreiro desenvolveu-se sobretudo na década de 60 para alojar trabalhadores da indústria e das empresas locais. Hoje em dia, contudo, grande parte das fábricas encontra-se degradada ou ao abandono, com a maioria dos habitantes a trabalharem na outra margem do rio, em Lisboa. Para os trabalhadores da indústria do Barreiro a situação é pouco animadora, uma vez que a possibilidade de encontrar um bom emprego em Lisboa é limitada e a concorrência para conseguir um lugar é feroz.

Felipe cresceu na “idade de ouro” da cidade, e sonhava tornar-se engenheiro técnico mecânico, pois nessa época a cidade oferecia muitas oportunidades. No entanto, após anos de estudo e de trabalho, a sorte da cidade mudou, o que o obrigou a começar a pensar se o seu futuro estaria na sua cidade ou noutro local. Para além de precisar de emprego, Felipe também tinha vontade de viajar e ver mundo. Decidiu então que trabalhar no estrangeiro poderia ser um desafio interessante e a possibilidade de um novo começo.

Contactou a EURES, onde foi informado por Margarida Rodrigues — Conselheira EURES no Barreiro — de que a Playmobil, uma empresa alemã de produção de brinquedos, estava a contratar engenheiros técnicos mecânicos experientes, com conhecimentos de inglês, para a sua unidade de produção em Malta. A empresa assumia as despesas de viagem e alojamento para os candidatos estrangeiros que fossem seleccionados para uma entrevista. Margarida já tinha escolhido Vera, uma portuguesa de 27 anos, para um lugar semelhante, quando Felipe decidiu também tentar.

Malta tem uma das taxas de crescimento de emprego mais impressionantes da Europa, atraindo empresas de todo o mundo devido aos seus baixos impostos e mão-de-obra qualificada. Porém, este desenvolvimento económico positivo também conduziu à escassez de mão-de-obra, sendo os engenheiros técnicos mecânicos desesperadamente procurados. Quando a Playmobil enviou a sua oferta através da EURES, recebeu numerosas candidaturas de Malta e de outros países da UE.

Vera e Felipe foram convidados para uma entrevista. “Claro que estávamos nervosos. Era a nossa primeira entrevista em inglês, num país estrangeiro, mas graças à ajuda e preparação da EURES em Malta e em Portugal, ambos conseguimos o emprego que queríamos e agora trabalhamos num ambiente realmente estimulante”, explica Vera. “A Playmobil cobre as nossas despesas de alojamento durante alguns meses, o que é óptimo, mas em breve vou começar a procurar um novo apartamento, de preferência com uma bela vista para o mar,” acrescenta Felipe com entusiasmo.

Felipe e Vera podem agora fazer planos para o futuro e agradecem a oportunidade que os trouxe a esta ilha especial. Recomendam vivamente Malta como um local óptimo para trabalhar, e a EURES como um parceiro eficiente e útil no apoio aos trabalhadores móveis.

« Atrás