O Processo de Bolonha e o Espaço Europeu do Ensino Superior

O Processo de Bolonha é um processo de cooperação intergovernamental no domínio do ensino superior que reúne 48 países europeus,

De que se trata?

O Processo de Bolonha é um processo de cooperação intergovernamental no domínio do ensino superior que reúne 48 países europeus, orientando os esforços coletivos das autoridades públicas, universidades, professores e estudantes, em conjunto com associações, empregadores, agências de garantia da qualidade, organizações internacionais e instituições, incluindo a Comissão Europeia, para melhorar a internacionalização do ensino superior.

Os principais objetivos do processo de Bolonha são:

Por que motivo é necessário?

Dadas as grandes diferenças entre os sistemas de educação e formação na Europa, costumava ser complicado obter o reconhecimento das qualificações obtidas num país para procurar emprego ou candidatar-se a um curso noutro país. A maior compatibilidade entre os sistemas de ensino veio facilitar a mobilidade dos estudantes e dos candidatos a emprego na Europa.

Ao mesmo tempo, as reformas de Bolonha contribuem para reforçar a competitividade das universidades europeias e a sua atratividade a nível internacional.

O Processo de Bolonha também apoia a modernização dos sistemas de educação e formação, de modo a garantir que estes respondem às necessidades da evolução do mercado de trabalho. Este objetivo é particularmente importante face ao aumento da proporção de empregos que requerem qualificações elevadas e da procura de inovação e empreendedorismo.

O que foi feito até à data?

Os relatórios periódicos apontam para grandes progressos na aplicação das reformas.

Em maio de 2018, os Ministros da Educação reuniram-se em Paris e adotaram um comunicado sobre as suas prioridades para os próximos anos.

O Comunicado de Paris delineia a visão conjunta dos 48 ministros, que defendem um Espaço Europeu do Ensino Superior mais ambicioso após 2020, apelando a:

  • uma abordagem inclusiva e inovadora da aprendizagem e do ensino
  • uma cooperação transnacional integrada no domínio do ensino superior, da investigação e da inovação 
  • assegurar um futuro sustentável para o nosso planeta através do ensino superior

O comunicado incita a um apoio mais forte e eficaz aos grupos sub-representados e vulneráveis para garantir o seu acesso e êxito no ensino superior.

Estas ambições estão em consonância com os objetivos da UE, que intensificará os esforços para apoiar os que querem ser mais ambiciosos, avançar mais rapidamente e fazer mais para alcançar os objetivos de «reconhecimento para todos» e «mobilidade para todos» através da criação de um Espaço Europeu da Educação.

Para mais informações sobre o Processo de Bolonha e os progressos no Espaço Europeu do Ensino Superior desde 2015, consultar a brochura «O apoio da UE ao Processo de Bolonha». A próxima Conferência Ministerial terá lugar em Roma, em junho de 2020.

Quem participa?

A lista dos países participantes está disponível no sítio Web do Espaço Europeu do Ensino Superior.