Ação climática

Dicas para a casa

Com pequenos gestos em sua casa, pode poupar energia e reduzir as emissões, contribuindo assim para proteger o ambiente.

Atualmente, os edifícios de habitação são responsáveis por cerca de um quarto de todas as emissões diretas de CO2 produzidas na UE. Sabia que três quartos da energia consumida pelos agregados familiares na UE são usados para fins de aquecimento e arrefecimento?

Aquecimento e arrefecimento

  • Não aqueça demasiado a água. Regule a caldeira para uma temperatura máxima de 60 °C para garantir um funcionamento eficiente e em condições de higiene.
  • Utilize o termóstato de forma inteligente. Sabia que a sua casa não aquece mais depressa por escolher uma temperatura mais alta no termóstato? A única coisa que isso faz é influenciar a temperatura máxima em sua casa.
  • Nos dias mais quentes, feche as cortinas e as persianas para proteger a casa do calor do sol.
  • Refresque-se com uma ventoinha. As ventoinhas consomem muito menos energia do que os sistemas de ar condicionado.

Isolamento

  • Substitua as janelas antigas por janelas com vidros duplos, que perdem 50 % a 70 % menos calor.
  • Não pode instalar janelas de vidros duplos? Use cortinas espessas ou painéis isolantes amovíveis para reduzir a entrada de ar frio em sua casa.
  • As correntes de ar podem ser uma fonte importante de perda de calor. Pode poupar energia colmatando as frechas à volta das janelas ou usando rolos para impedir que o ar frio entre por debaixo das portas. E até poderá ser uma boa ideia tapar os buracos das fechaduras e as entradas das caixas de correio!
  • Isole os depósitos de água quente, os canos do aquecimento central e os nichos nas paredes. Se não puder isolar os nichos nas paredes, revista a parede por detrás dos aquecedores com um material que reflita o calor.

Na cozinha

  • Compre eletrodomésticos com uma boa eficiência energética. Na UE, muitos produtos do dia a dia, como os frigoríficos, as máquinas de lavar loiça e os fornos, ostentam o rótulo energético da UE que o ajuda a escolher os modelos mais eficientes do ponto de vista do consumo de energia. A classificação vai de A++ (maior eficiência) a G (menor eficiência). Uma máquina de lavar loiça da classe A+++ consome metade da energia consumida por uma máquina da classe D.
  • Verifique se o seu forno está devidamente isolado. Se tiver de substituir o forno, opte por um modelo da classe A que, em comparação com um da classe D, lhe permitirá poupar cerca de 200 euros durante toda a sua vida útil
  • Se tem uma máquina de lavar louça, evite lavar os pratos à mão. As máquinas de lavar louça modernas consomem menos água e energia e muitas têm um modo «Eco». Mas só ponha a máquina a trabalhar quando estiver cheia!
  • Ferva apenas a quantidade de água de que precisa. Se deixou água quente na chaleira durante poucos minutos, não precisa de a voltar a ferver.

Na lavandaria

  • Encha a máquina de lavar roupa. Não a ponha a trabalhar se só tiver uma ou duas peças de roupa. Espere até a máquina estar cheia mas não exceda o peso máximo recomendado.
  • Escolha a temperatura mais baixa adequada. Hoje em dia, os detergentes são tão eficientes que lavam bem a maioria dos têxteis a baixas temperaturas.
  • Se a roupa não estiver muito suja, salte o ciclo de pré-lavagem.
  • Evite usar o secador. Um ciclo do secador de roupa pode consumir o dobro de energia do ciclo de uma máquina de lavar roupa normal.

Poupe eletricidade

  • Substitua as lâmpadas incandescentes ou de halogéneo por lâmpadas mais eficientes. Uma lâmpada LED pode poupar mais de 100 euros em eletricidade durante o seu período de vida (cerca de 20 anos).
  • Desligue os seus aparelhos. Os dispositivos ligados à Internet, como os televisores inteligentes, as impressoras ou as consolas de jogos anteriores a 2017 podem consumir até 80 watts de eletricidade em modo de vigília. Use um único bloco de tomadas para os poder desligar de uma só vez.
  • Peça ao seu fornecedor de energia que instale um contador inteligente. Os contadores inteligentes de gás e eletricidade podem permitir-lhe poupar 3 % de energia.
  • Opte pela energia verde. A maioria dos fornecedores de energia oferecem tarifas de eletricidade verde que apoiam a expansão das energias renováveis, como a energia eólica e solar. Se vive numa moradia, considere a possibilidade de instalar painéis solares no telhado para produzir parte da eletricidade que consome.