Ação climática

Causas das alterações climáticas

O impacto das atividades humanas, nomeadamente a queima de combustíveis fósseis, o abate da floresta tropical e a pecuária, no clima e na temperatura da Terra é cada vez maior.

As enormes quantidades de gases com efeito de estufa provenientes destas atividades juntam-se às naturalmente presentes na atmosfera, reforçando o efeito de estufa e o aquecimento global.

Gases com efeito de estufa

Alguns gases presentes na atmosfera terrestre funcionam como as paredes de vidro de uma estufa, retendo o calor do sol e impedindo-o de escapar para o espaço.

Muitos destes gases estão naturalmente presentes na atmosfera, mas a atividade humana está a aumentar as concentrações de alguns deles, em especial:

  • dióxido de carbono (CO2)
  • metano
  • óxido nitroso
  • gases fluorados

O CO2, o principal gás com efeito de estufa produzido pela atividade humana, é responsável por 63 % do aquecimento mundial antropogénico. A sua concentração na atmosfera é atualmente 40 % mais elevada do que no início da era industrial.  

Outros gases com efeito de estufa são emitidos em quantidades mais pequenas mas retêm mais o calor do que o CO2, em alguns casos cem vezes mais. O metano e o óxido nitroso são responsáveis, respetivamente, por 19 % e 6 % do aquecimento antropogénico.

Causas do aumento das emissões

  • A queima de carvão, petróleo ou gás produz dióxido de carbono e óxido nitroso.
  • Abate de florestas (desflorestação): as árvores ajudam a regular o clima absorvendo o CO2 presente na atmosfera. Quando são abatidas, esse efeito benéfico desaparece e o carbono armazenado nas árvores é libertado para a atmosfera, reforçando o efeito de estufa.
  • Aumento da atividade pecuária: as vacas e as ovelhas produzem grandes quantidades de metano durante a digestão dos alimentos.
  • Os fertilizantes que contêm azoto produzem emissões de óxido nitroso.
  • Os gases fluorados têm um efeito de aquecimento muito forte, que chega a ser 23 000 vezes superior ao do CO2. Felizmente, são libertados em pequenas quantidades e estão a ser gradualmente eliminados ao abrigo da regulamentação da UE.

Aquecimento global

As centrais elétricos e outras instalações industriais são os principais emissores de dióxido de carbono.

A atual temperatura média do planeta é 0,85º C superior à do século XIX. Cada uma das três últimas décadas foi mais quente do qualquer outra década desde 1850, ano em que começou a haver registos.

Para os cientistas mais conceituados a nível internacional na área do clima, as atividades humanas são, quase certamente, a principal causa do aquecimento observado desde meados do século XX.

Um aumento de 2º C em relação à temperatura na era pré-industrial é considerado pelos cientistas como o limite acima do qual existe um risco muito mais elevado de consequências ambientais à escala mundial perigosas e, eventualmente, catastróficas. Por esta razão, a comunidade internacional reconheceu a necessidade de manter o aquecimento global abaixo de 2.º C.

Links
A informação que procura está disponível na(s) seguinte(s) língua(s):English (en)