Agricultura e Desenvolvimento Rural

A PAC em poucas palavras

A PAC em poucas palavras

A PAC
A PAC em poucas palavras

Os agricultores asseguram um aprovisionamento estável de alimentos, produzidos de forma sustentável e a preços acessíveis, a mais de 500 milhões de europeus. A política agrícola da União Europeia garante um nível de vida condigno aos agricultores e, paralelamente, estabelece requisitos em matéria de saúde e bem-estar animal, de proteção do ambiente e de segurança dos alimentos. O desenvolvimento rural sustentável completa o quadro da política agrícola comum da UE (PAC).

Os 22 milhões de agricultores e trabalhadores agrícolas da União Europeia formam o núcleo de um dos seus maiores setores económicos, o setor agroalimentar. Cerca de 44 milhões de postos de trabalho na indústria da transformação alimentar, comércio e serviços de restauração dependem da agricultura. A UE também é um exportador líquido de produtos alimentares e bebidas, exportando bens num valor superior a 130 mil milhões de euros por ano. Mais dados sobre o comércio agroalimentar da UE.

Para além de apoiar os agricultores através do apoio direto e de medidas de mercado, a política agrícola comum (PAC) garante ainda um desenvolvimento rural sustentável, adequado às necessidades de cada país da UE.

 

A agricultura é um setor-chave do desenvolvimento económico sustentável

A UE quer garantir que a agricultura continua a ser sustentável e competitiva e, para tal, utiliza os fundos à sua disposição em:

  • apoio direto aos agricultores, baseado na orientação de mercado (ou seja, uma produção que satisfaz a procura do consumidor) e associado a medidas que visam a sustentabilidade ambiental, a saúde e bem estar animal e a segurança dos alimentos

Com um orçamento anual de cerca de 59 mil milhões de euros, estas medidas são financiadas através do Fundo Europeu Agrícola de Garantia (FEAGA) e do Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural (FEADER).