Percurso de navegação

Outras ferramentas

  • Visualização pré-impressão 
  • Reduzir texto 
  • Ampliar texto 

Novos condutores

Nos países desenvolvidos, os acidentes rodoviários são a principal causa de morte na faixa etária dos 15 aos 24 anos.

Mais riscos

Jovem condutor ao volante de um automóvel ao lado do instrutorA taxa de mortalidade dos condutores entre os 15 e os 24 anos é duas vezes mais elevada do que a dos condutores com mais experiência.

E o risco não é só para os próprios: por cada jovem condutor que morre num acidente de viação perdem a vida, em média, outras 1,3 pessoas.

Os acidentes que envolvem jovens condutores são frequentemente causados pela perda do controlo do veículo ou pelo excesso de velocidade e acontecem mais frequentemente de noite.

Prevenir o acidente

Para reduzir o risco de acidentes, os novos condutores deveriam ser sujeitos a regras mais estritas do que os mais experientes: limites mais baixos para o consumo de álcool, restrições à condução de noite ou sem a companhia de um condutor experiente.

Tecnologias, como os sistemas de assistência ao condutor, sistemas que impedem o arranque do veículo em caso de alcoolémia excessiva ou as caixas negras também podem desempenhar um papel importante na prevenção.

Projectos da UE relacionados com a segurança dos novos condutores

A UE está a tentar aumentar a segurança dos novos condutores fazendo com que as aulas de condução se deixem de concentrar principalmente no controlo do veículo e na percepção do tráfego e passem também a contemplar formas de reconhecer e evitar os perigos na estrada.

Por exemplo, no âmbito do projecto HERMES, financiado pela UE, foi lançada uma série de recomendações destinadas a melhorar a formação dos instrutores de condução com vista a reduzir os acidentes.

No quadro do projecto Close to, os jovens que estão a aprender a conduzir são expostos a relatos de acidentes de viação graves. A investigação mostra que, depois desta experiência, é menos provável que façam uma condução arriscada ou irresponsável.