Percurso de navegação

Outras ferramentas

  • Visualização pré-impressão 
  • Reduzir texto 
  • Ampliar texto 

Tornar as estradas mais seguras para motociclos e ciclomotores

É mais prático e cool…

MotociclosExistem cada vez mais motociclos e ciclomotores nas estradas. Sobretudo nas cidades, este tipo de veículos oferece uma solução prática para a crescente congestão do tráfego, os problemas de estacionamento e os elevados custos que implica ser-se proprietário de um automóvel.

Os condutores de veículos a motor de duas rodas vão desde os motociclistas aficionados de motores de grande cilindrada a jovens e profissionais que se deslocam em ciclomotores no seu dia-a-dia. De 2001 a 2010, o número deste tipo de veículos nas estradas europeias aumentou 48 %, tendo estabilizado em cerca de 34,5 milhões entre 2010 e 2013.

…mas fica-se mais vulnerável

Comparados com os automóveis, os motociclos e os ciclomotores são menos estáveis, menos visíveis e oferecem menor proteção aos condutores. A percentagem de acidentes graves e mortais envolvendo este tipo de veículos é desproporcionalmente elevada. A maioria desses acidentes ocorre nas cidades e deve-se a erros humanos.

Em 2013 , por exemplo, mais de 4700 motociclistas perderam a vida na UE. Os acidentes mortais com motociclos correspondem a 15% dos acidentes de viação mortais, enquanto que os ciclomotores representam cerca de 3%. Em conjunto, são a causa de 18% das mortes na estrada, embora representem apenas 11% de todos os veículos a motor.

O que faz a UE para melhorar a segurança das motociclos e dos ciclomotores?

A ação da UE destinada a aumentar a segurança dos veículos motorizados de duas rodas inclui: