Percurso de navegação

Outras ferramentas

  • Visualização pré-impressão 
  • Reduzir texto 
  • Ampliar texto 

Ciclistas

Andar de bicicleta é mais saudável do que andar de carro, para além de que ajuda a reduzir a poluição sonora e atmosférica e os problemas de congestionamento do trânsito. Para reduzir os riscos de lesões físicas em caso de acidente basta respeitar algumas regras tão simples como o uso do capacete e a utilização das pistas cicláveis.

Regras gerais

CiclistaDevem ser respeitadas algumas regras básicas de segurança – as bicicletas devem estar obrigatoriamente equipadas com travões, campainha e reflectores. Em alguns países da UE existem outras regras obrigatórias no que respeita à visibilidade dos ciclistas, ao uso de capacete, às cadeiras para crianças e à idade mínima para circular na via pública.

Concepção dos veículos

Uma melhor concepção dos automóveis e dos veículos pesados permite reduzir os riscos de lesões em ciclistas ou peões em caso de acidente. Os automóveis cuja frente está equipada com sistema de absorpção de choques e os camiões com retrovisores que reduzem o ângulo morto poderiam evitar a morte de 2000 peões e ciclistas todos os anos.

No âmbito do projecto APROSYSpdf, foram desenvolvidos novos métodos para avaliar o impacto da parte da frente dos veículos em caso de colisão com peões e ciclistas. Também se estudou uma série de materiais laminados, que se fracturam sem se deformarem ou desintegrarem e que seriam especialmente úteis para fabricar capacetes de ciclista. O projecto WATCH-OVER promove o desenvolvimento de novas tecnologias de comunicação e detecção por sensor de vídeo, que permitiriam aos condutores detectar ciclistas e peões em situações de circulação complexas.

Gestão do tráfego

A criação de pistas cicláveis contínuas que separam as bicicletas do trânsito motorizado ajuda a reduzir as colisões entre os automóveis e as bicicletas. As zonas de velocidade limitada, por exemplo, a 30 km/h também permitem reduzir o risco e a gravidade dos acidentes.