Percurso de navegação

Outras ferramentas

  • Visualização pré-impressão 
  • Reduzir texto 
  • Ampliar texto 

Infra-estruturas

Estradas

As redes rodoviárias são geridas pelas entidades nacionais (regionais ou locais). No entanto, a UE financia o melhoramento dessas redes através dos fundos de desenvolvimento regional, do Banco Europeu de Investimento e das redes transeuropeias.

Redes transeuropeias (RTE)

A maior parte das redes rodoviárias da UE foram desenvolvidas numa perspectiva nacional. O objectivo da Rede Transeuropeia de Transportes é criar uma rede de infra-estruturas que facilite a circulação de bens e pessoas entre os países da UE.

Essa rede deverá abranger 90 000 km de auto-estradas e estradas de elevada qualidade até 2020.

Inspecção rodoviária

A UE terá também um papel na gestão da segurança das estradas que fazem parte das RTE mediante auditorias de segurança na fase de concepção e inspecções periódicas das condições de segurança da rede rodoviária.

Foram também financiados pela UE projectos de inspecção e auditoria, tais como o projecto RIPCORD-ISERESTpdf, no âmbito do qual se analisaram diferentes métodos para a realização das inspecções de segurança rodoviária. Desse estudo resultaram recomendações de boas práticas em matéria de inspecções de segurança rodoviária.

Foi também elaborado um programa de formação para auditores de segurança rodoviária no âmbito do projecto EURO-AUDITSpdf. Tornou-se necessário organizar este tipo de programas de formação na sequência da nova legislação da UE que obriga a auditorias em todas as redes rodoviárias de todos os países da UE, alguns dos quais possuem pouca experiência neste domínio.

Túneis

Os acidentes que ocorrem em túneis podem ter consequências especialmente graves, tanto mais que muitos desses túneis são vetustos e não foram concebidos para grandes volumes de tráfego.

A legislação da UE prevê requisitos mínimos de segurança para os túneis, nomeadamente medidas destinadas a impedir que os túneis se tornem armadilhas mortais em caso de acidente.

Até 2019, mais de 1300 km dos principais túneis rodoviários serão modernizados para satisfazer as mais elevadas normas de segurança.

O projecto SAFE-Tpdf, financiado pela UE, propôs soluções baseadas nas melhores práticas de prevenção de acidentes em túneis.