Ir para o caminho de navegação, saltando as ferramentas do sítio e o selector de línguas

Notícias rss

Agenda Social – A inovação também se aplica às políticas sociais e de emprego

30/10/2013
Agenda Social – A inovação também se aplica às políticas sociais e de emprego © Imageglobe

Segundo a edição de novembro da Agenda Social, a inovação pode ajudar a promover o crescimento inclusivo, a combater a pobreza, a assegurar a transição bem sucedida para uma economia verde e a implementar a Garantia à Juventude.

A Agenda Social 35 contém um artigo especial sobre o novo programa de financiamento para o Emprego e Inovação Social (EaSI) 2014-2020 que irá incentivar a inovação e as empresas sociais, bem como abrir caminho a experiências a uma escala mais alargada, através do novo Fundo Social Europeu (FSE) 2014-2020.

Estatísticas constantes da Agenda Social 35:

  • Mais de 6 000 empreendedores já beneficiaram de empréstimos no valor total de aproximadamente 50 milhões de euros, ao abrigo do instrumento europeu de Microfinanciamento Progress. Quase 80% das microempresas apoiadas são start-ups ativas há menos de três anos.
  • Entre 100 e 150 representantes locais e regionais podem inscrever-se por iniciativa própria na  Terceira Convenção Anual da Plataforma Europeia contra a Pobreza e a Exclusão Social, a realizar em Bruxelas a 26-27 de novembro.
  • Em 2012, 4 dos 41 comités de diálogo social setorial da UE existentes estabeleceram acordos vinculativos  – sobre o tempo de trabalho em vias de navegação interior, saúde e segurança no trabalho no setor dos cabeleireiros, trabalho no setor da pesca marítima e contratos padrão para jogadores do setor do futebol profissional.
  • 44% dos trabalhadores dos Estados-Membros da Europa Central e Oriental estão abrangidos por  acordos negociados, comparativamente a 70% dos trabalhadores nos restantes países da UE.
  • A população Roma  constitui uma parcela significativa da população na Bulgária (aprox. 10%), Eslováquia (9%), Roménia (8%), Hungria (7%), Grécia, República Checa e Espanha (1,5-2,5% cada).
  • Na Bulgária e na Roménia, 1 em cada 5 pessoas que acedem pela primeira vez ao mercado de trabalho é de etnia Roma.
  • A integração total da população Roma no mercado de trabalho poderá gerar benefícios económicos estimados em cerca de 500 milhões de euros ao ano em alguns países.
  • O programa EaSI 2014-2020 vai aumentar o financiamento destinado à inovação de 2-4 milhões de euros, ao abrigo do PROGRESS 2007-2013, para 10-14 milhões de euros.
  • Com um orçamento global de 919,5 milhões de euros aos preços atuais (tendo em conta a inflação), o EaSI irá afetar 61% dos seus fundos ao eixo PROGRESS, 18% ao EURES e 21% ao eixo microfinanciamento/empreendedorismo social.
  • Nos últimos três anos, a Europa tem vindo a assistir a um aumento da pobreza e exclusão social que afeta mais 4 milhões de pessoas.