Percurso de navegação

"Falar a língua dos seus clientes significa fazer com que se sintam em casa"

Outubro de 2010

Kaisa Pajusalo

A designer e fabricante de malas finlandesa, Golla, percebeu o significado da riqueza multicultural nas suas relações comerciais, tal como se confirma pelo sucesso das suas estratégias linguísticas.

Algumas PMEs conseguiram transformar as suas estratégias linguísticas em ouro. Conhecemos uma delas na conferência "Línguas e PMEs", que teve lugar nos dias 23 e 24 de Setembro em Bruxelas. A GollaEnglish vende malas para material electrónico portátil. Apenas na sua sede em Helsínquia, 30 funcionários falam 10 línguas diferentes. A gerente de RH, Kaisa Pajusalo, afirma que, em vez de usar apenas o inglês, a empresa global pretende usar as próprias línguas dos seus clientes. "É mais fácil chegar às pessoas dessa forma e elas sentem-se em casa se falarmos a sua língua. Para além disso, desse modo é mais fácil convencê-las e fazê-las compreender os nossos produtos" explica, relativamente à política linguística da empresa.

A Golla emprega estrangeiros nativos de cada língua e treina os seus funcionários no estrangeiro para os ajudar a desenvolver novas competências linguísticas. A estratégia linguística também ajudou a empresa a expandir-se internacionalmente, uma vez que alguns dos seus funcionários estrangeiros regressaram aos seus países de origem para aí iniciarem uma sucursal da empresa.

Organizado pela Direcção-Geral da Educação e Cultura da Comissão Europeia, o evento reuniu decisores políticos, académicos e empresários para discutirem o papel das línguas nas relações comerciais. A maioria dos oradores salientou o valor cultural das competências linguísticas nos mercados estrangeiros. Entre as línguas mais úteis nas relações comerciais na Europa encontram-se o inglês, o alemão, o chinês e o espanhol.

Todos os participantes salientaram o facto de as línguas serem um recurso extraordinário, mesmo para as pequenas empresas que operam, ou que pretendem entrar, no mercado internacional. Estudos recentes mostram que a internacionalização tem um impacto positivo sobre, por exemplo, as exportações e os níveis de inovação nas PMEs.

Mais informações:

Todas as histórias de sucesso

Topo
Mas o que é uma PME?

Notícias

    Todas as notíciasRSS

    Principais programas para empreendedores

    • Internacionalize a sua empresa com a Enterprise Europe Network
    • Aconselhe um futuro empresário com o Erasmus for Young Entrepreneurs

    Este sítio Web é gerido pela DG Empresas e Indústria
    e financiado ao abrigo do Programa-Quadro para a Competitividade e a Inovação (PCI).

    Última atualização:28/01/2014 | Topo