Percurso de navegação

Bolsas intra-europeias para evolução na carreira (IEF)

© European Union

A oportunidade de trabalhar noutros sectores e adquirir novos conhecimentos e competências em matéria de investigação pode ser interessante para investigadores experimentados em diferentes fases das suas carreiras. Trata-se de uma forma de alargar os seus horizontes pessoais, que também contribui para a expansão da base de conhecimento da Europa, o que, por sua vez, reforça a competitividade da economia e ajuda a criar mais e melhor emprego.

É por este motivo que foram criadas as bolsas intra-europeias para evolução na carreira, para ajudar os investigadores experientes que, durante algum tempo, queiram fazer algo de diferente.

Quem se pode candidatar?

Podem candidatar-se às bolsas intra-europeias para evolução na carreira investigadores dos países da UE ou dos Estados Associados. Os candidatos devem ter o grau de doutor ou experiência de investigação de, pelo menos, quatro anos de trabalho a tempo inteiro adquirida após a obtenção de um grau que dê acesso a estudos de doutoramento. Regra geral, os projectos são executados nas instalações de uma organização de acolhimento de um país da UE ou Estado Associado que não o país de origem do candidato. Será também dada uma atenção especial aos candidatos que pretendam regressar a uma carreira de investigação após um período de interrupção.

Que temas podem ser financiados?

São bem-vindos projectos em todos os domínios da investigação científica e tecnológica. Há uma única excepção: não podem ser financiados projectos em domínios de investigação cobertos pelo Tratado EURATOM.

O que é coberto pelo financiamento?

O objectivo das bolsas intra-europeias para evolução na carreira é proporcionar formação avançada. Cada projecto assenta num programa pessoal de evolução na carreira acordado entre o investigador e o seu orientador na instituição de acolhimento, podendo prever a aquisição de conhecimentos novos e/ou complementares e a mobilidade transnacional. O apoio financeiro é concedido por um período de 12 a 24 meses (equivalente a tempo inteiro) a projectos individuais apresentados por investigadores de países da UE ou de Estados Associados em ligação com uma organização de acolhimento num país da UE ou num Estado Associado.

Os tipos de formação podem incluir:

  • Formação através da investigação sob supervisão, com base num projecto individual personalizado
  • Formação prática para desenvolver conhecimentos científicos (novas técnicas ou instrumentos, etc.) e competências complementares (preparação de propostas de pedido de financiamento, pedidos de patentes, gestão de projectos, coordenação de tarefas, supervisão de pessoal técnico, etc.)
  • Transferência de conhecimentos entre sectores ou disciplinas
  • Capacidade de estabelecer colaborações
  • Gestão científica e financeira dos projectos de investigação
  • Desenvolvimento de competências organizacionais através da organização de acções de formação ou de eventos de difusão.

Quem decide?

A selecção das propostas é feita por concurso público. As propostas são objecto de uma análise independente pelos pares que as avaliam com base numa série de critérios pré-definidos.

Como candidatar-se?

As propostas são submetidas em resposta a um convite à apresentação de propostas. Informe-se dos convites em aberto e submeta propostas através do portal do Participante. Poderá encontrar uma lista de concursos abertos para Ações Marie Curie e conselhos práticos na secção "Candidatar-se agora" deste Web site.

Reaching for the stars

Meet our fellows

Reaching for the stars

The Intra European Fellowship HIFHZLENS project aimed at studying the formation and evolution of 'high redshift galaxies through gravitational telescopes'.Read full storyEnglish (en)

Choose high-contrast version Set page to normal font size Increase font size by 200 percent Send this page to a friend print this page

How to apply
Participant Portal – check Marie Curie Actions calls & submit your proposal (electronic submission service).
FAQ

Concursos abertos