Advertência jurídica importante
   
Contacto   |   Pesquisa no EUROPA   
Energia de fusão
Graphic element Home
Graphic element Energia e fusão: desafios do futuro
Graphic element O programa de investigação da fusão energética europeia
Graphic element Investigação em matéria de fusão
Graphic element A ciência subjacente à fusão
Graphic element ITER – O próximo passo
Graphic element Estratégia a longo prazo
Graphic element Para mais informação
   
image image
Graphic element Outros projectos temáticos

 

image

O programa de investigação da fusão energética europeia

Toda a investigação europeia em matéria de fusão é coordenada pela Comissão Europeia e financiada pela Euratom (1), parte dos Programas-Quadro da Comunidade para a Investigação e o Desenvolvimento Tecnológico. O programa é assim totalmente coordenado e integrado a nível europeu. É executado utilizando dois mecanismos principais: 

  • Contratos de Associação entre a Euratom e os Estados-Membros da UE (ou organizações nesses Estados) e Estados não membros associados à Euratom. Todos os Estados-Membros participam neste processo, assim como a Suíça (desde 1979) e mais recentemente a República Checa, a Hungria, a Letónia e a Roménia. Investigadores na Bulgária, República Eslovaca e Eslovénia participam actualmente em contratos a termo fixo de projectos específicos. 
  • O Acordo Europeu sobre o Desenvolvimento da Fusão (EFDA) coordena as actividades tecnológicas, a exploração científica do Toro Comum Europeu (JET) e a contribuição europeia para as colaborações internacionais. Aqui, a sua principal atenção está na contribuição europeia para o projecto internacional de demonstração da energia de fusão chamado ITER.
(1) O Tratado Euratom (Tratado da Comunidade Europeia da Energia Atómica) foi estabelecido em 1957 para coordenar a investigação e a formação nucleares na Comunidade Europeia da Energia Atómica.

Top

 

  page 1 page 2 page 3 page 4 page 5 page 6 page 7