Navigation path

Additional tools

Emprego e inclusão social

A promoção da integração de todas as pessoas na sociedade, em particular as que se encontram à margem, é um objectivo fundamental da UE. Os sistemas de apoio e de segurança social em vigor em toda a Europa reflectem este valor partilhado de coesão social. No entanto, muitos grupos populacionais na União Europeia estão socialmente excluídos – por questões de incapacidade, por terem poucas qualificações, por viverem em áreas desfavorecidas com acesso limitado aos serviços ou por motivos de saúde.

Este problema reflecte-se também a nível do emprego, sendo que algumas pessoas têm dificuldade em conseguir trabalho. Os migrantes e as minorias étnicas, tal como a população Roma EN, são muitas vezes objecto de discriminação, o que aumenta ainda mais o risco de exclusão social. O emprego é um factor essencial na promoção da inclusão social, mas as pessoas desfavorecidas necessitam mais frequentemente de estratégias de apoio mais abrangentes que podem incluir o apoio personalizado, dirigido também às famílias.

A promoção de mais e melhores empregos, o apoio à integração e à participação dos grupos desfavorecidos e o desenvolvimento de uma sociedade inclusiva e acessível a todos são objectivos angulares que sustentam o investimento da UE. Uma grande parte do investimento do Fundo Social Europeu (FSE), no período entre 2007 e 2013, tem como objectivo a promoção do emprego e da inclusão social para vários grupos. É dada uma atenção especial aos jovens trabalhadores e aos trabalhadores mais idosos, aos migrantes e às minorias étnicas. Existem também acções específicas destinadas às mulheres, no sentido de as ajudar a encontrar emprego, reduzir a segregação com base no género que se verifica no mercado de trabalho e conseguir uma melhor conciliação entre a vida profissional e a privada.

Ligações úteis:

Política regional da UE: Mantenha-se informado