Erasmus+

Mestrados Conjuntos Erasmus Mundus

Apresentação

Graças aos Mestrados Conjuntos Erasmus Mundus (MCEM), os alunos participantes podem beneficiar de uma bolsa de estudos para fazerem um programa de estudo internacional de nível de mestrado.

Os MCEM distinguem-se pela sua excelência académica e por um elevado nível de integração dos cursos ministrados numa série de instituições de ensino superior de vários países.

Os MCEM são geridos por consórcios internacionais formados, pelo menos, por três instituições de ensino superior de diferentes países do programa. Além disso, podem ainda fazer parte do consórcio uma ou mais instituições de ensino de países parceiros.

Duração

Os MCEM duram entre 12 e 24 meses.

No âmbito de um MCEM,os alunos estudam, pelo menos, em dois dos países do programa participantes no consórcio internacional.

Os alunos participantes podem também ter a oportunidade de estudar ou de fazer investigação ou um estágio num país parceiro, em função das entidades que participam no consórcio em questão.

Os alunos podem estudar ou fazer investigação ou um estágio profissional numa organização relevante que não esteja representada no consórcio desde que tal tenha lugar sob a supervisão direta de um dos estabelecimentos de ensino superior participantes no consórcio.

Condições

Podem candidatar-se alunos de todo o mundo.

Antes de se candidatar a um MCEM, assegure-se de que preenche as seguintes condições:

  • Possui um primeiro diploma de ensino superior ou um nível de aprendizagem equivalente reconhecido em conformidade com a legislação e a prática dos países que irão atribuir o diploma. Consulte o sítio do MCEM que lhe interessa para informações mais específicas.
  • Se já recebe uma bolsa para um MCEM, não pode beneficiar de outra bolsa.

Se já recebe apoio para um MCEM, não pode receber outra bolsa financiada pela UE.

Reconhecimento académico

Para o seu MCEM, receberá quer um diploma duplo (ou múltiplo), quer um diploma conjunto atribuído, pelo menos, por duas instituições de ensino superior, que é reconhecido oficialmente nos países que atribuem os diplomas.

O facto de o diploma ser ou não reconhecido noutro país da UE ou noutro país terceiro depende dos acordos concluídos entre os países em questão. A UE não pode intervir nesses acordos.

Um MCEM equivale a 60, 90 ou 120 créditos ao abrigo do Sistema Europeu de Transferência e Acumulação de Créditos, dependendo da duração do curso.

Para saber se um MCEM é reconhecido num determinado país, contacte as autoridades competentes. Para o efeito, precisa de indicar o nome oficial do curso.

Apoio financeiro

As bolsas MCEM cobrem as despesas de viagem e de participação, as propinas e as despesas de estadia durante toda a duração do curso de mestrado. O montante total da bolsa pode variar em função da duração do curso e da nacionalidade dos participantes (os estudantes não europeus recebem bolsas mais elevadas).

 

Objetivo

Bolseiro de um país do programa

Bolseiro de um país parceiro

Contribuição para as despesas de viagem

1000 € por ano

2000 € por ano (distância inferior a 4000 km da IES coordenadora do MCEM)
3000 € por ano (distância superior a 4000 km da IES coordenadora do MCEM)

Contribuição para os custos de instalação

Não aplicável

1000 €

Contribuição para as despesas de estadia, em função da duração e do país/região de residência dos alunos

1000 € por mês, no máximo

1000 € por mês, no máximo

Contribuição para os custos de participação
(qualquer montante que exceda a contribuição máxima deve ser coberto pelo consórcio MCEM)

Até 4500 € por ano

Até 9000 € por ano

 

Para receber apoio ao abrigo do programa Erasmus+ para um MCEM, é necessário, antes de mais, ser aceite no curso pelo consórcio responsável pela organização do MCEM. Não é preciso ser bolseiro para se inscrever num MCEM (os alunos podem autofinanciar-se).

Candidaturas

Para se candidatar a um MCEM contacte diretamente o consórcio responsável pela organização do mestrado, que o informará das condições de admissão, do processo de candidatura e de como apresentar a sua candidatura.

Consulte a lista dos cursos de mestrado disponíveis no sítio da Agência de Execução relativa à Educação, ao Audiovisual e à Cultura.

Todos os verões, uma série de novos MCEM vêm juntar-se aos mestrados já existentes. O período de inscrição tem início no último trimestre do ano para os alunos que desejam começar as aulas em setembro ou outubro do ano seguinte.

Todos os anos, são selecionados cerca de 15 bolseiros por mestrado, sendo 75 % das bolsas, no mínimo, concedidas a candidatos de países parceiros.

Para mais informações sobre as bolsas, consulte o sítio da Agência de Execução relativa à Educação, ao Audiovisual e à Cultura.

Mais informações

Certifique-se de que conhece os seus direitos quando estuda no estrangeiro.

O Guia do Programa Erasmus+ também contém informações pormenorizadas sobre estas oportunidades.

As agências nacionais, para os países do programa, e os gabinetes nacionais, para os países parceiros, podem dar-lhe todos os esclarecimentos de que necessita sobre as candidaturas.

A Associação de Estudantes e Antigos Alunos Erasmus+ (ESAA) proporciona aos atuais e antigos alunos Erasmus+ um espaço dinâmico de estabelecimento de contactos, desenvolvimento profissional e intercâmbio cultural.

Os doutorandos podem também receber apoio da UE para períodos de estudo no estrangeiro através das Ações Marie Skłodowska-Curie.

Vídeo: Mestrados Conjuntos Erasmus Mundus – Rumo à excelência juntos com Shqipe Neziri, diretora do programa de luta contra a corrupção no Kosovo (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) e antiga aluna do programa de mestrado de políticas públicas Erasmus Mundus em 2009-2010 (Universidade de York, Reino Unido) e em 2010-2011 (Universidade Europeia Central de Budapeste, Hungria)

Website feedback

Please note that we can only respond to issues concerning the Erasmus+ website. 

For general questions about Erasmus+, please contact your National AgencyNational Erasmus+ Office, or our helpdesk, EuropeDirect.