Percurso de navegação

Siga-nos nas redes sociais

Facebook  Twitter  You Tube  Instagram
...................................

Onde estamos

Representação da Comissão Europeia em Portugal

Largo Jean Monnet, 1-10º
1269-068 Lisboa
Tel.: (+351) 213 509 800

Rapid
Enviar esta página por correio electrónicoEnviar esta página por correio electrónicoImprimirImprimir

Rapid - Notícias Diárias

Lisboa, 28/07/2014 

  • Comissão Europeia autoriza aquisição da Beats pela Apple

A Comissão Europeia autorizou, ao abrigo do Regulamento das concentrações da UE, a aquisição pela Apple das empresas Beats Electronics e Beats Music. A Beats Electronics foi criada em 2008 e concebe, desenvolve e comercializa produtos áudio, como auscultadores e altifalantes. A Beats Music derivou da Beats Electronics em 2013 e oferece um serviço de música em linha em streaming nos Estados Unidos e na Austrália, permitindo aos consumidores beneficiar de música em fluxo contínuo (stream) no seu computador ou dispositivo móvel contra uma taxa mensal ou anual. Quer a Beats Electronics quer a Apple vendem auscultadores no Espaço Económico Europeu (EEE). A Comissão concluiu que a concentração das duas empresas não coloca problemas de concorrência, uma vez que a quota de mercado combinada da Apple e da Beats Electronics é reduzida. Além disso, a Apple e a Beats Electronics não são concorrentes próximos, uma vez que os auscultadores que vendem apresentam funcionalidades e um design marcadamente distintos. Por outro lado, mesmo após a operação, um grande número de concorrentes mundiais, tais como a Bose, a Sennheiser e a Sony continuariam no mercado. A Comissão examinou igualmente os efeitos prováveis da operação em termos da distribuição de música em suporte digital aos consumidores. Tanto a Apple como a Beats Music são ativas neste domínio. A Apple oferece um serviço de telecarregamento de música através do iTunes e a Beats Music oferece um serviço de música em linha em streaming, embora atualmente não disponível no EEE. A Comissão concluiu que a Apple enfrenta vários concorrentes no EEE como o Spotify e o Deezer, tornando improvável que a aquisição de um serviço de difusão de menores dimensões, que não exerce atividades no EEE, possa conduzir a efeitos anticoncorrenciais. Além disso, a Comissão concluiu que a operação não daria à Apple a capacidade e o incentivo para excluir serviços de streaming concorrentes do acesso ao iOS, o seu sistema operativo para dispositivos móveis. Baseou esta conclusão, entre outros, no facto de a Apple já se encontrar ativa no domínio da distribuição de música digital antes da concentração. Por conseguinte, a concentração não conduziria à alteração da capacidade ou do incentivo da Apple para bloquear o acesso ao seu iOS. Mais informações no sítio Web da DG Concorrência, no registo de processos da Comissão, sob o número de processo M. 7290

  • Aeroportos mais ecológicos graças à tecnologia financiada pela UE

Anualmente, no verão, milhões de europeus aterram em aeroportos do continente em busca de sol e aventura. À medida que o número de utilizadores aumenta exponencialmente, o mesmo acontece com os custos e a pegada ambiental do funcionamento de um aeroporto. Sabia que os aeroportos consomem tanta energia como pequenas cidades? É por esta razão que os investigadores europeus utilizaram o financiamento da Comissão Europeia para desenvolver um novo sistema de programas informáticos e de sensores para reduzir as emissões de carbono e os custos energéticos em 20% nos aeroportos. Estão a decorrer experiências-piloto nos aeroportos de Roma Fiumicino e de Milão Malpensa. O novo sistema, designado CASCADE, permitirá a estes aeroportos italianos poupar, pelo menos, cerca de 6 000 MWh, o que equivale a 42 000 toneladas de CO2 e 840 000 euros por ano. A Vice-Presidente da Comissão Neelie Kroes declarou a este respeito: «Viajo frequentemente por questões de trabalho e acredito plenamente que os nossos aeroportos devem tornar-se mais inteligentes e ecológicos».
(Desenvolvimento em IP-14-880)

Topo

Últimos comunicados de imprensa em português

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Topo

Últimos comunicados de imprensa: Eurostat

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Topo

Última atualização:28/07/2014  |Topo