Representação em Portugal

Quem somos

A Europa somos nós!

/portugal/file/sofia-alves-0_enSofia Alves

Sofia Alves

 

Assumi funções como Chefe da Representação da Comissão Europeia a 16 de julho de 2016, ano no qual celebramos os 30 anos da adesão de Portugal à CEE, que foi indubitavelmente um momento histórico para Portugal e tão importante para a consolidação da democracia e da economia portuguesa.

Foi precisamente o fascínio pela Europa e o desejo de fazer parte ativa da construção europeia que me levou a sair de Portugal para prosseguir os meus estudos em direito europeu na Bélgica. Sou uma Europeísta convicta e acredito que o nosso futuro só pode passar pela consolidação do projeto Europeu. Acredito que, apesar das diferenças entre os povos da União Europeia, todos temos muito em comum e partilhamos os mesmos valores fundamentais de respeito pela vida humana, Democracia, Estado de Direito e Solidariedade, visando a construção de uma sociedade mais igual, justa e livre no espaço comum que partilhamos.

Assumi funções numa altura em que também sucederam acontecimentos na Europa que podem deixar sequelas duradouras na história da construção Europeia:

  • o referendo que sufragou a saída do Reino Unido da União Europeia;
  • a tentativa de golpe de estado na Turquia e as consequências que se adivinham com a sua repressão;
  • o continuo fluxo de migrantes e o drama humano que daí resulta;
  • os sucessivos ataques terroristas e episódios de violência que perturbam e ameaçam o nosso dia-a-dia e nos fazem recear pelo nosso futuro comum.

A Europa com a qual eu cresci, a Europa da paz, da prosperidade, do emprego e de um futuro que se projetava sempre melhor, tem sido posta continuamente à prova e a sua realização dependerá sobretudo da capacidade de resposta de todos nós.

O projeto Europeu que nos anima não poderá ser prosseguido cabalmente enquanto for olhado como um projeto distante, como o projeto dos «outros», do qual somos meros observadores, como se não fossemos parte integrante nas decisões tomadas e como se não estivessem assegurados os nossos direitos de participar, influenciar e partilhar o destino comum nesta Europa em construção.

A Europa somos nós, ainda que a cerca de 2 000 km de Bruxelas. É como parte integrante da Europa que devemos trabalhar pela liberdade, pela segurança, pela não discriminação de quem partilha e quer um destino comum, em detrimento do racismo, da xenofobia, do arbítrio e da violência. Colocando-nos de fora, enjeitando responsabilidades e apontando os «outros» como os responsáveis pelo nosso destino, apenas nos enfraquece e nos faz esquecer as razões e os propósitos que, desde a primeira hora, estiveram presentes na construção do projeto Europeu.

Enquanto representante da Comissão Europeia em Portugal, tudo farei para explicar melhor o funcionamento da nossa instituição, para informar melhor sobre as prioridades da Comissão Juncker, sobre as oportunidades que existem no plano europeu que visam fomentar o desenvolvimento, a coesão social, estimular o empreendedorismo e, assim, assegurar a oportunidade de participar na construção do nosso destino comum. Contem comigo para construir mais e melhores pontes entre os Portugueses e a Comissão Europeia, e através delas, entre os Portugueses e os diferentes povos e nações que integram a Europa, para que, com propriedade, todos possamos dizer: a Europa somos nós!

(Assinado)
Sofia Colares Alves