Percurso de navegação

Tornar os automóveis europeus mais ecológicos - 28/04/2010

Propostas da UE para desenvolver um mercado de automóveis eficientes e não poluentes.

Com o objectivo de impulsionar a indústria dos automóveis eléctricos, a Comissão anunciou hoje um plano English para promover o desenvolvimento de uma rede de estações de carregamento de alta tensão acessíveis ao público em toda a Europa. A Comissão pretende também introduzir normas europeias de segurança e normas técnicas para as referidas estações até 2011.

Este plano faz parte de uma nova estratégia global para introduzir mais automóveis "verdes" no mercado, considerada crucial para a recuperação da indústria automóvel, e eliminar a dependência da Europa em relação ao petróleo. A estratégia abrange os veículos eficientes em termos de consumo de gasolina, bem como os automóveis eléctricos e outros tipos de veículos movidos a gás natural, biocombustível e hidrogénio.

O Comissário responsável pelas empresas e a indústria, Antonio Tajani, afirma que a indústria automóvel entrou numa fase decisiva. A estratégia europeia procura estabelecer um justo equilíbrio entre a competitividade económica e os objectivos ambientais, declarou Antonio Tajani.

O mundo parece estar no limiar de uma revolução automóvel, prevendo-se que a procura mundial de automóveis respeitadores do ambiente suba em flecha nos próximos anos. A tendência reflecte a actual preocupação com o impacto dos automóveis convencionais no aquecimento global, o esgotamento do petróleo a nível mundial e a dependência das importações deste combustível, que afecta a Europa e outras regiões industrializadas.

A crescente procura de automóveis limpos e eficientes é uma enorme oportunidade para uma indústria que está agora a sair da sua crise mais grave desde há décadas. Mas os responsáveis políticos e os especialistas do sector concordam em que, sem uma abordagem coerente e um elevado grau de coordenação entre as partes interessadas, o sector dos transportes ecológicos poderá ter sérias dificuldade em arrancar na Europa.

Os automóveis eléctricos ocupam um lugar de destaque na estratégia em causa, uma vez que a UE já introduziu normas para outros tipos de veículos que utiliizam combustíveis alternativos. Além disso, os recentes avanços tecnológicos, como a possibilidade de manter as baterias carregadas mais tempo, tornaram os automóveis eléctricos mais atractivos para os consumidores e talvez mais próximos de uma comercialização em massa do que alguns dos seus rivais ecológicos.

Alguns países da UE, nomeadamente a França, a Espanha, a Alemanha, Portugal e a Dinamarca, estão a levar a cabo uma política de incentivo aos transportes elécricos em grande escala, sendo os consumidores atraídos em alguns destes países por reduções e beneficios fiscais. Mas este movimento pode ser contrariado se, por exemplo, as fichas e tomadas utilizadas para carregar as baterias não forem uniformizadas em toda a Europa.

O sector dos transportes representa cerca de um quarto das emissões da UE de dióxido de carbono (CO2), um dos principais gases com efeito de estufa. A UE registou no ano passado um aumento de 59% da procura de automóveis com as mais baixas emissões de CO2, o maior aumento jamais registado.

Ver página em alto contraste Texto tamanho normal Aumentar texto 200 % Enviar esta página a um amigo Imprimir esta página

 

Encontrou a informação que procurava?

Sim Não

O que procurava?

Tem alguma sugestão?

Ligações úteis