Percurso de navegação

O céu já não é o limite - 28/03/2008

Avião a voar num céu azul

Abolidos os controlos nos aeroportos para voos entre a maioria dos países da UE e eliminadas as restrições nos voos transatlânticos, numa nova era dos transportes aéreos.

Alguns meses depois do alargamento do espaço europeu sem passaporte DeutschEnglishfrançais a nove países da Europa oriental, são eliminadostambém os controlos fronteiriços nos aeroportos (30 de Março).

Para os europeus que viajam pelos vinte e quatro países em causa, quer seja por via aérea, marítima ou terrestre, os controlos fronteiriços são coisa do passado. E os turistas que visitam a UE DeutschEnglishfrançaisprecisam de um visto único para viajar para todos esses países.

Não é só deste lado do Atlântico que as coisas se estão a tornar mais fáceis para quem viaje de avião. Com efeito, entrou em vigor o acordo da UE com os Estados Unidos denominado "céu aberto" Englishfrançais. Ao levantar restrições de voo num mercado que representa 60% do tráfego mundial, este acordo (assinado com os EUA em 30 de Abril de 2007) permitirá que os consumidores poupem mais de 15 mil milhões de euros só nos primeiros cinco anos. Além disso, irá criar 80 000 novos empregos na UE e nos EUA.

Os voos transatlânticos deixarão de ser o privilégio lucrativo de um número reduzido de companhias aéreas. Em vez disso, as companhias aéreas da UE e dos EUA poderão voar para os aeroportos no território do outro parceiro e desses para outros destinos. O Comissário europeu dos transportes DeutschEnglishfrançais, Jacques Barrot, descreveu o acordo como “um grande passo para a aviação internacional”, afirmando que os seus efeitos positivos já se começaram a fazer sentir.

O acordo faz parte do plano geral da UE para criar um espaço aéreo comum Englishfrançais até 2010 que abranja os países vizinhos do Mediterrâneo e da Europa oriental, assim como os EUA. O estreitamento das relações não se limitará a ter como efeito a abertura dos mercados. Permitirá também à UE assegurar a aplicação de normas de segurança mais elevadas nas viagens internacionais.

No final de Maio, terão início as negociações com vista a um segundo acordo "céu aberto", a fim de consolidar o mercado dos transportes aéreos UE-EUA e reforçar a liberalização.

Ver página em alto contraste Texto tamanho normal Aumentar texto 200 % Enviar esta página a um amigo Imprimir esta página

 

Encontrou a informação que procurava?

Sim Não

O que procurava?

Tem alguma sugestão?

Ligações úteis