Percurso de navegação

Fomentar a inovação - 10/02/2011

Logótipo da União da Inovação © UE

Novo plano para o financiamento da investigação pela UE. Objectivo: impulsionar a inovação, aumentar o seu impacto económico, facilitar a participação dos investigadores e despender de forma mais eficaz o dinheiro dos contribuintes.

A UE gastará cerca de 143 mil milhões de euros no período de 2007 a 2013 para financiar projectos de investigação e inovação. A Comissão prepara-se para lançar o novo ciclo de financiamento, com base nas prioridades da União da Inovação , que faz parte da estratégia Europa 2020 English para o relançamento do crescimento e do emprego.

Com base nas propostas iniciais DeutschEnglishfrançais , será dada prioridade aos projectos relacionados com os desafios actuais, como é o caso da saúde e do envelhecimento da população, das alterações climáticas, da segurança alimentar e da penúria dos recursos naturais.

Prevê-se também uma melhor coordenação dos financiamentos ao longo de toda a «cadeia de inovação», desde a investigação fundamental até ao lançamento de novos produtos e serviços no mercado.

Uma simplificação das regras e procedimentos também faria com que fosse mais fácil para os investigadores, as empresas e os empresários colaborarem entre si, bem como solicitar e utilizar os fundos da UE. Os controlos dos resultados obtidos no âmbito dos projectos garantirão a utilização eficaz do dinheiro dos contribuintes.

Aumento do investimento em I&D

A alteração do sistema de financiamento ajudaria a ultrapassar o atraso que existe em matéria de inovação entre a UE e os seus principais concorrentes, os EUA e o Japão. De acordo com uma avaliação anual English , os EUA estão efectivamente à frente da UE em muitos sectores. Mas outras economias emergentes, como a China e o Brasil, estão a avançar a passos de gigante.

Os dirigentes europeus deram um amplo apoio English à nova abordagem da Comissão, que prevê também a criação de parcerias entre os sectores público e privado, a fim de obter mais produtos inovadores e acelerar a respectiva comercialização. A primeira parceria, que será lançada ainda em 2011, incentivará o desenvolvimento de produtos e serviços inovadores que contribuam para um envelhecimento activo e saudável.

A UE incentivará os governos e a indústria a aumentarem o investimento geral em I&D para 3% do PIB até 2020 (em 2009 foi de 2%), o que permitiria criar 3,7 milhões de postos de trabalho e impulsionar o crescimento anual até 795 mil milhões de euros.

Fases seguintes

Até 20 de Maio está em curso uma consulta pública English sobre estas propostas. No final do ano, a Comissão apresentará então propostas específicas sobre o financiamento da investigação.

Europa 2020 English

Mais informações sobre a inovação na UE English

Ver página em alto contraste Texto tamanho normal Aumentar texto 200 % Enviar esta página a um amigo Imprimir esta página

 

Encontrou a informação que procurava?

Sim Não

O que procurava?

Tem alguma sugestão?

Ligações úteis