Percurso de navegação

Restabelecer a ordem no ciberespaço - 27/05/2008

Cartoon de um homem que utiliza um computador

A expansão do comércio electrónico faz aumentar as preocupações com a segurança dos dados pessoais.

À medida que as compras, as operações bancárias e as redes de contacto social em linha estão cada vez mais presentes nas nossas vidas, cresce a preocupação com a criminalidade informática. A UE está, por isso, a estudar formas de manter a confiança dos consumidores na Internet.

Qualquer um de nós é uma vítima potencial. Já todos recebemos comunicações comerciais não solicitadas (spam) e ouvimos notícias sobre casos de ataques informáticos contra governos. Na Europa, os cibercriminosos conseguem aceder ilegalmente a cerca de 6 milhões de computadores para cometerem fraudes e difundirem spam. Se só 4% destas mensagens chegam na realidade às nossas caixas de correio, é graças às verbas consideráveis investidas em programas anti-spam.

Para poderem prosperar, as pequenas e médias empresas europeias devem poder contar com sistemas informáticos seguros. O comércio transfronteiriço precisa de tecnologias modernas e fiáveis para poder inspirar confiança aos clientes em linha. As pequenas e médias empresas europeias representam cerca de dois terços dos postos de trabalho no sector privado e a confiança e segurança destas empresas repercute-se na economia em geral.

A UE está ciente da importância da luta contra a cibercriminalidade DeutschEnglishfrançais para garantir a segurança dos consumidores. Os países devem colaborar entre si e investir recursos financeiros e competências. A situação é, porém, complicada devido à enorme disparidade dos níveis de protecção existente nos vários países.

A Agência Europeia para a Segurança das Redes e da Informação English (ENISA) assinala que os países da UE têm ainda um longo caminho a percorrer para erradicar a cibercriminalidade e a fraude.

Segundo a Agência, é uma tarefa importante, já que a fraude pode representar um custo de cerca de 100 milhões de euros por ano (2006). A Europa não se pode, pois, permitir perder esta batalha.

Dicas para as PME English

Ver página em alto contraste Texto tamanho normal Aumentar texto 200 % Enviar esta página a um amigo Imprimir esta página

 

Encontrou a informação que procurava?

Sim Não

O que procurava?

Tem alguma sugestão?

Ligações úteis