Percurso de navegação

Jornadas Abertas 2008: o desafio do crescimento - 06/10/2008

Fachada do edifício que acolhe o Comité das Regiões em Bruxelas exibindo o slogan «Regiões e cidades num mundo de desafios»

A inovação e o desenvolvimento sustentável são essenciais para o crescimento regional.

Desde há muito uma prioridade da UE, o desenvolvimento sustentável, ganhou nova relevância com a actual crise climática, continuando a constituir um enorme desafio para as nossas cidades e regiões.

O desenvolvimento sustentável é um dos temas centrais das Jornadas Abertas 2008 English, o principal evento anual da política regional da UE. Durante quatro dias, cerca de 6500 responsáveis políticos, peritos e representantes da indústria de 32 países vão participar em seminários, ateliers, grupos de trabalho, conferências e exposições, que decorrem em Bruxelas de 6 a 9 de Outubro de 2008. Paralelamente, realizar-se-ão por toda a Europa outros eventos subordinados ao mesmo tema.

Sendo um dos maiores eventos do género, este encontro em Bruxelas representa uma oportunidade para trocar conhecimentos, experiências e ideias sobre a forma de criar emprego e estimular o crescimento. São exemplos disso os parques tecnológicos, os sistemas inovadores de renovação urbana e as ligações de transportes de alta velocidade. Trata-se também de uma ocasião de demonstrar como são utilizados os fundos da UE destinados ao desenvolvimento regional, que se elevam a 347 mil milhões de euros para o período 2007-2013.

O elemento central do lançamento das Jornadas Abertas deste ano será um debate sobre a necessidade de respeitar e tirar partido da diversidade cultural e territorial da Europa ("coesão territorial"). Se é certo que, ao longo dos anos, a política regional da UE procurou eliminar as disparidades económicas e sociais, a ideia de valorizar a diversidade colocando-a ao serviço do desenvolvimento sustentável tem vindo a ganhar terreno.

A inovação, um outro tema deste ano, é igualmente importante para o crescimento. Todavia, as regiões prósperas têm tendência a investir mais na investigação e no desenvolvimento, criando mais riqueza para si próprias e distanciando-se, por conseguinte, cada vez mais das regiões mais pobres.

Os eventos das Jornadas Abertas não se limitam aos países da UE. Este ano, estão também representadas a Turquia, a Croácia, a Noruega, a Suíça e – pela primeira vez – a Bósnia e Herzegovina e a Islândia. A China, a Rússia, o Brasil e a Sérbia também participam, bem como diversas organizações internacionais.

Ver página em alto contraste Texto tamanho normal Aumentar texto 200 % Enviar esta página a um amigo Imprimir esta página

 

Encontrou a informação que procurava?

Sim Não

O que procurava?

Tem alguma sugestão?

Ligações úteis