Percurso de navegação

UE e China estreitam relações - 16/02/2012

As duas grandes potências aprofundam a sua relação de parceria durante a 14.ª Cimeira UE-China.

A cimeira, realizada em Pequim em 14 de fevereiro, reuniu o Presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, o Presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, e o Primeiro Ministro chinês, Wen Jiabao.

«A parceria entre a UE e a China é uma das mais importantes do mundo» sublinhou Durão Barroso, lembrando a importância desta relação para «a estabilidade e a prosperidade à escala mundial».

Uma cooperação comercial sólida

A UE é o primeiro parceiro comercial da China, que, por sua vez, é o primeiro fornecedor de produtos manufacturados da UE. As trocas comerciais entre os dois parceiros, cujo valor se eleva a mil milhões de euros por dia, são uma força motriz do emprego, do crescimento e da inovação.

A fim de incentivar as relações entre empresários chineses e europeus, deverão ser encetadas rapidamente negociações tendo em vista a conclusão de um acordo UE-China sobre os investimentos. A União insistiu no facto de que esse acordo deverá favorecer a abertura do mercado chinês.

Um processo de urbanização duradouro

Durante a cimeira, foi lançada uma nova parceria relativa ao desenvolvimento urbano. Um primeiro fórum deverá reunir ainda este ano autarcas europeus e chineses em torno de questões relacionadas com a energia, a qualidade do ar e da água, a gestão de resíduos, a mobilidade e a integração de migrantes nas cidades.

Multiplicar as relações pessoais

A UE inaugurou recentemente o ano do diálogo intercultural com a China, destinado a promover as trocas culturais e os contactos entre cidadãos europeus e chineses.

É este igualmente o objectivo do «Diálogo entre as pessoas», uma nova iniciativa lançada por ocasião da cimeira. Este diálogo, que incidirá principalmente sobre a educação e a cultura, prevê, por exemplo, a criação de um conselho do ensino superior UE-China, assim como intercâmbios de estudantes e docentes.

Desafios internacionais

A UE e a China acordaram em aprofundar a sua colaboração relativa às questões internacionais tais como o programa nuclear iraniano e a situação na Síria e na Birmânia/Myanmar.

As duas potências decidiram igualmente reforçar a sua cooperação no âmbito do G20, a fim de colaborarem na resolução de problemas que afetam toda a comunidade internacional, como as alterações climáticas e a cibercriminalidade.

Cimeira UE-China de 14 de fevereiro de 2012

Relações UE-China Englishfrançais

Ver página em alto contraste Texto tamanho normal Aumentar texto 200 % Enviar esta página a um amigo Imprimir esta página

 

Encontrou a informação que procurava?

Sim Não

O que procurava?

Tem alguma sugestão?

Ligações úteis