Percurso de navegação

Fotomontagem com a bandeira da UE e a bandeira do Japão © UE

Resposta rápida da UE ao pedido de ajuda do Japão na sequência do sismo e do tsunami que assolaram o país em 11 de Março e que afectaram alguns reactores nucleares japoneses.

Em 15 de Março, perante a crise de cariz humanitário provocada pelo sismo e pelo tsunami que assolaram a costa nordeste do país, o Japão solicitou ajuda à UE. Centenas de milhares de pessoas necessitam de cuidados médicos imediatos, de abrigo e de alimentos.

A UE pôs em acção o seu sistema de resposta de emergência English que ajuda os 27 países membros a coordenar a ajuda em caso de crises nacionais e internacionais.

Vários países ofereceram-se imediatamente para ajudar o Japão, nomeadamente satisfazendo o seu pedido de cobertores, colchões, garrafas de água, cisternas e dispositivos de purificação.

Por sua vez, a UE presta ajuda suplementar sob a forma de:

  • criação de um sistema de troca de informações em linha English para cidadãos da UE afectados pelo tremor de terra;
  • constituição de uma equipa de dez especialistas que serão responsáveis pela coordenação da ajuda da UE no terreno, apoiados por especialistas em radiologia, em tecnologia nuclear e noutros domínios técnicos;
  • envio de um perito em ajuda humanitária para integrar uma equipa da ONU e de um agente de ligação encarregado de coordenar a comunicação com o governo japonês.

Situação de emergência nos reactores de uma central nuclear

A situação de emergência nos reactores da central nuclear de Fukushima está a ser seguida de perto, com a Comissão a ser informada regularmente pela Agência Internacional de Energia Atómica.

Além disso, a Comissão promoveu um encontro com representantes das autoridades nacionais dos 27 países da UE no domínio da energia nuclear e com os responsáveis pela construção e funcionamento das centrais nucleares na Europa, a fim de avaliar a capacidade de resposta da UE face a situações similares.

A Comissão prevê coordenar a realização de testes de resistência em todas as centrais nucleares da UE tendo em vista garantir a respectiva segurança. A UE solicitará aos países vizinhos que se comprometam a efectuar testes de resistência idênticos.

Ajuda suplementar

A UE está em contacto permanente com o governo japonês para determinar que tipo de ajuda suplementar pode fornecer.

Mais informações sobre a resposta da UE ao sismo no Japão English

Ver página em alto contraste Texto tamanho normal Aumentar texto 200 % Enviar esta página a um amigo Imprimir esta página

 

Encontrou a informação que procurava?

Sim Não

O que procurava?

Tem alguma sugestão?

Ligações úteis