Percurso de navegação

Planos da UE para 2013 - crescimento e emprego continuam a constituir as principais preocupações - 24/10/2012

Faixa pendurada no exterior do Berlaymont, a sede da Comissão em Bruxelas, com o lema «Juntos seremos mais fortes» © UE

A Comissão define os seus planos para 2013, com especial ênfase para o regresso ao crescimento e à criação de emprego na UE.

Cerca de 50 novas iniciativas pdf - 332 KB [332 KB] български (bg) čeština (cs) dansk (da) Deutsch (de) eesti keel (et) ελληνικά (el) English (en) español (es) français (fr) italiano (it) latviešu valoda (lv) lietuvių kalba (lt) magyar (hu) Malti (mt) Nederlands (nl) polski (pl) română (ro) slovenčina (sk) slovenščina (sl) suomi (fi) svenska (sv) serão apresentadas no decurso do ano, bem como nos primeiros meses de 2014, em complemento das propostas já em preparação.

A principal prioridade mantém-se inalterada: sair da crise económica e colocar de novo a UE na via do crescimento sustentável. O pacote inclui uma combinação de medidas de estímulo, de reformas do sistema financeiro e de iniciativas com vista a uma união mais estreita.

As propostas incidem nos seguintes aspetos:

  • melhorar a estabilidade, a transparência e a proteção dos consumidores no setor financeiro, com base num plano para uma maior união económica e monetária;
  • aumentar a competitividade graças ao mercado único Deutsch (de) English (en) français (fr) e a uma política industrial coordenada, reduzir os custos para as empresas em áreas como o IVA e a faturação e incentivar as parcerias público-privadas no domínio da investigação;
  • interligar a Europa através da liberalização das redes de energia, do aumento do investimento em infraestruturas de banda larga e da modernização dos transportes e da logística;
  • apoiar os desempregados, melhorando os serviços públicos de emprego e apoiando a inclusão social;
  • nos domínios da energia, recursos e ambiente, satisfazer as necessidades energéticas, lutar contra as alterações climáticas, melhorar a qualidade do ar e a gestão dos resíduos através de politicas de crescimento sustentáveis;
  • construir uma Europa segura, evitando a fraude e a má utilização dos fundos da UE através da criação da figura do procurador europeu, lutar contra o tráfico de armas a fim de reduzir o criminalidade violenta e melhorar os benefícios da cidadania da UE;
  • promover os interesses e valores europeus a nível mundial através de novos acordos comerciais, da cooperação específica com países vizinhos e da continuidade do papel da UE enquanto principal contribuinte para a ajuda ao desenvolvimento a nível mundial.

A Comissão também velará pela correta aplicação das medidas já adotadas.

Em estreita colaboração com o Parlamento Europeu, os dirigentes da UE no Conselho, os parlamentos nacionais e outras partes interessadas, esforçar-se-á para alcançar resultados tangíveis para os cidadãos europeus.

Ver página em alto contraste Texto tamanho normal Aumentar texto 200 % Enviar esta página a um amigo Imprimir esta página

 

Encontrou a informação que procurava?

Sim Não

O que procurava?

Tem alguma sugestão?

Ligações úteis