Percurso de navegação

Regresso à escola - 19/08/2010

Sala de aula vazia com quadro preto na parede © UE

Funcionários europeus voltam aos bancos da escola com o intuito de sensibilizar os jovens para a UE.

No âmbito do projecto «Regresso à escola», funcionários das instituições europeias visitam uma escola, de preferência uma onde tenham sido alunos.

Esta iniciativa foi lançada em 2007 pelo governo alemão para assinalar o início da Presidência alemã, tendo também contado com o apoio da Comissão. As presidências sucessivas do Conselho da UE decidiram levar a cabo iniciativas idênticas. Logo a 9 de Outubro desse ano, por exemplo, cerca de duzentos funcionários das instituições europeias, incluindo o Presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, visitaram um total de 206 estabelecimentos de ensino em Portugal, que assumiu a presidência rotativa do Conselho da UE a seguir à Alemanha. Este ano, participam no programa onze países, que promoverão assim a visita de funcionários europeus às sua antigas escolas. Os estabelecimentos de ensino que não contam nenhum funcionário europeu entre os seus antigos alunos também podem participar no projecto e receber visitantes.

Participam na iniciativa funcionários de todos os níveis, que se convertem, assim, em embaixadores da UE por um dia. Na passada Primavera, por exemplo, a Comissária responsável pela ajuda humanitária, Kristalina Georgieva visitou uma escola secundária em Elena, na Bulgária, onde teve a oportunidade de se reunir com jovens de 13 a 17 anos, que lhe fizeram inúmeras perguntas, nomeadamente sobre a sua visão da Europa. Por sua vez, a Comissária escutou atentamente os pontos de vista dos alunos e interrogou-os sobre o que representava para eles serem europeus.

No dia 28 de Outubro, a Bélgica, que assegura a presidência da União Europeia desde o dia 1 de Julho, organizará por sua vez visitas de funcionários belgas da Comissão Europeia às suas antigas escolas.

A iniciativa «Regresso à escola» permite dar um rosto humano à Europa e aproximar as instituições das gerações mais jovens. Graças a este projecto, os jovens têm a possibilidade de se informar sobre a UE de uma forma diferente, beneficiando da experiência dos que participam directamente na construção europeia. Podem, assim, compreender melhor o modo de funcionamento da UE, familiarizar-se com as várias políticas europeias ou descobrir os programas de intercâmbio europeu como os programas Leonardo Da Vinci DeutschEnglishfrançais e Erasmus DeutschEnglishfrançais .

Ver página em alto contraste Texto tamanho normal Aumentar texto 200 % Enviar esta página a um amigo Imprimir esta página

 

Encontrou a informação que procurava?

Sim Não

O que procurava?

Tem alguma sugestão?

Ligações úteis