Percurso de navegação

Geração MP3, audição em perigo! - 28/09/2009

Leitor MP3 com auscultadores em cima de uma mala ©EC

A Comissão Europeia prevê a limitação do volume dos leitores MP3, iPods e outros leitores de música pessoais para evitar perdas de audição.

Em breve, os leitores MP3 e os iPods vendidos na UE vão passar a ter obrigatoriamente um dispositivo de regulação automática do volume para evitar a exposição a elevados níveis sonoros que pode levar a lesões auditivas.

A UE está a proceder à análise das suas normas de segurança para leitores de música pessoais depois de um comité científico ter alertado para o facto de uma exposição prolongada a elevados níveis sonoros desses aparelhos de áudio portáteis poderem causar lesões auditivas irreversíveis.

A Comissão Europeia encomendou a este comité um estudo devido à crescente popularidade dos leitores de música pessoais, incluindo os telemóveis, especialmente junto dos mais jovens.

As vendas destes aparelhos dispararam nos últimos anos. Na UE, entre 50 e 100 milhões pessoas usam diariamente estes leitores. Estima-se que 10 milhões dessas pessoas correm o risco de vir a ter, mais tarde, problemas de audição.

Mas afinal que nível sonoro se deve considerar excessivo ? Tudo depende do tempo de exposição.

Há essencialmente dois problemas com os leitores de música pessoais. Por um lado, as pessoas usam-nos em lugares sujeitos a elevados níveis de ruído, como por exemplo nos transportes públicos e, por isso, têm de aumentar o volume. Nalguns aparelhos, o volume até sobe automaticamente.

O outro problema é a utilização prolongada. Se a exposição for mais prolongada, um volume mais baixo pode ser mais nocivo do que ouvir música alto.

Na maioria dos leitores de música pessoais, o volume de som oscila entre 60 e 120 decibéis ajustados. Segundo os cientistas, a perda auditiva é menos provável a níveis inferiores a 80 decibéis ajustados, o que é mais ou menos equivalente a gritos ou ao ruído do tráfego de uma rua vizinha. Mesmo a um nível de 80 decibéis ajustados, não há risco se os utilizadores ouvirem música até 40 horas por semana. Mas se aumentarem o som, nem que seja pouco, o risco dispara. O máximo recomendado são 80 decibéis ajustados, cinco horas por semana.

Além do dispositivo de regulação automática, os leitores de música pessoais deverão estar dotados de um sistema de alerta que avise os utilizadores de que excederam o limite de segurança. Este sistema poderia assumir a forma de rótulos ou de ícones de advertência no ecrã. Mas deixemos essa questão aos fabricantes.

Actualmente, os produtores só são obrigados a incluir um aviso no manual de instruções.

Leitores MP3 e a audição DeutschEnglishespañolfrançais

Ver página em alto contraste Texto tamanho normal Aumentar texto 200 % Enviar esta página a um amigo Imprimir esta página

 

Encontrou a informação que procurava?

Sim Não

O que procurava?

Tem alguma sugestão?

Ligações úteis